Coluna – Saída de Delner Freire da folha de pagamento tem a ver com seguro pecúlio

In Painel Político

Coronel foi exonerado em outubro deste ano sem nenhuma explicação, mas procurador abriu investigação; e ainda, a delação de Rover está tirando o sono de muitos

Pensem comigo

Ele vinha sofrendo pesadas críticas há meses, tendo sido chamado por diversas vezes à comparecer na Assembleia Legislativa para dar satisfação de suas ações abusivas e atrapalhadas na folha de pagamento do Governo do Estado. Mesmo assim, o coronel Delner Freire vinha se mantendo no cargo. Porém, em 25 de outubro deste ano, em plena campanha eleitoral, o governador resolve exonerar o coronel, assim, sem mais nem menos. Estranho, né?

Investigação

Um Procurador deu início a um levantamento sobre uma série de irregularidades na folha de pagamento, afinal, não eram apenas “meia dúzia de gente reclamando”, eram muitos. A coisa envolve o “Seguro Pecúlio”, que nada mais é que um seguro de vida e vinha sendo descontado no contracheque de centenas de servidores estaduais sobre a identificação de “verba 6027” ou “verba 6007”.  O seguro não é obrigatório, mas essa informação não era repassada. O percentual descontado era de 1,84% do salário para o seguro “6027” e de 1,74% para o seguro “6007” é descontada sobre o vencimento básico e demais gratificações, exceto o Auxílio Transporte.

Então

Uma empresa gerencia esse tal “seguro”, e claro, ganha para isso. Ocorre que não existe nenhum tipo de decreto que regulamente essa questão, assim como não existe nenhuma obrigatoriedade para que o servidor pague esse seguro. Como muitos milhares sequer sabem dessa situação, muitos estão entrando na justiça para tentar reaver o que já foi pago erroneamente. Outro ponto é, quem estava ganhando dinheiro com isso?

Pois é…

O coronel deve explicações, e muitas. Sua saída pode até ter lhe dado algum tempo, e “esfriado” a situação, mas isso não deve perdurar. Já tem gente demais querendo saber detalhes e ele é o responsável direto. Vamos aguardar o desenrolar…

Enquanto isso

A defesa do ex-presidente Lula entrou com pedido de prisão contra o juiz federal Sérgio Moro, alegando “abuso de autoridade” por parte do magistrado. No Rio de Janeiro o ex-governador Sérgio Cabral teve a cabeça raspada e vai para uma cela de 9 metros quadrados na companhia de 5 outros criminosos e o também ex-governador Anthony Garotinho, que deu “o show” quando estava sendo transferido para Bangu, conseguiu uma liminar para voltar ao hospital e depois deve seguir para casa. Ainda não é dessa vez que ele vai encontrar Cabral.

Em Brasília

Na próxima terça-feira está agendada uma reunião entre a bancada federal de Rondônia, o governador Confúcio Moura e o presidente Michel Temer. Na pauta, pedido de socorro financeiro e conclusão de obras paradas em Rondônia. A União vem acenando com a possibilidade de dar uma ajuda financeira aos estados. Ganha quem souber pedir melhor.

Expectativa

O prefeito de Vilhena José Rover, que está preso desde a semana passada “entregou geral” todos que mantiveram algum tipo de relação ilícita com ele. E a lista é grande. Rover está negociando uma delação para tentar se livrar da cadeia e seu depoimento, que ainda não foi homologado, envolve até ministro em Brasília, que teria feito maracutaia através de parlamentares rondonienses. Agora é esperar a homologação e ver os resultados. O certo é que os estoques de Rivotril andam baixos nas farmácias em Rondônia.

Emendas

A grande questão que envolve não apenas Rover, mas praticamente todos os prefeitos, diz respeito a liberação de emendas aos municípios. Por mais que a turma aqui em Brasília adore repetir a frase, “minha parte foi liberar a emenda, o que acontece depois não é minha responsabilidade”, até os bagres do Madeira sabem que isso não é verdade. Alguns parlamentares acompanham e ainda fazem lobby para determinadas empreiteiras ou empresas. E é essa turma que Rover entregou. Pelo que circula até agora, as “comissões” variam de 1,5 a 30%. E como isso acontece? Fácil, o projeto é redimensionado para menos, sob a alegação de que os preços sofreram aumentos. A obra reduz, mas o valor se mantém.

Prova disso

É a imensa quantidade de alterações que são feitas nos projetos.

Mulheres que têm filhos mais tarde vivem por mais tempo

As mulheres têm optado por engravidar mais tarde. Diversas pesquisas populacionais já apontaram essa tendência, inclusive entre as brasileiras. Segundo o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve uma queda no número de mulheres que têm filhos na faixa dos 15 aos 24 anos e, simultaneamente, cresce a proporção de mães que tem entre 25 e 39. Sabe-se que a gravidez tardia aumenta o risco de complicações tanto para a mãe quanto para o bebê. Agora, um novo estudo traz uma boa notícia: as mães mais velhas tendem a viver por mais tempo. O levantamento, publicado na revista científica American Journal of Public Health, foi realizado com 28 000 mulheres. Após observar os dados, os pesquisadores perceberam que metade delas viveram até os 90 anos. Todas tinham uma característica em comum: tinham tido o primeiro filho depois dos 25 anos. De acordo com o autor Aladdin Shadyab, da Universidade da Califórnia San Diego School of Medicine, elas tinham uma probabilidade 11% maior de viver até os 90 anos. Além disso, as que tinham mais de um filho apresentaram uma longevidade maior do que aquelas que tiveram apenas um.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Léo Moraes apresente PEC para igualar salários de Agentes e Socioeducadores

Léo Moraes apresente PEC para igualar salários de Agentes e Socioeducadores

Espalhe essa informação O Projeto visa alterar a Constituição do Estado. O Deputado Léo Moraes propôs nesta quarta-feira, 22,

Read More...

“Ganância e magia negra foram motivos de assassinatos”, diz delegado sobre morte de diretor da OAB/RJ e família

Espalhe essa informação Irmão que estava foragido se entregou à polícia na manhã desta quinta. Matadores teriam jogado pedaços

Read More...
Governo envia ao Congresso regime de recuperação financeira para estados

Governo envia ao Congresso regime de recuperação financeira para estados

Espalhe essa informação No Rio, a aprovação do projeto de lei que autoriza a venda da Cedae deve facilitar

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu