Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Se fosse candidato, Cassol seria eleito governador

0

Não é surpresa

Uma pesquisa de consumo interna colocou no questionário o senador Ivo Cassol como candidato ao governo. Ele não vai poder disputar as eleições, e mesmo assim, ainda aparece como o favorito, caso estivesse no páreo. Pela sondagem, Cassol ganharia disparado de Confúcio e ficava tecnicamente empatado com Expedito Júnior.

A supresa

É Alex Testoni, que aparece bem na pesquisa. O presidente da Assembleia Hermínio Coelho não teve o nome citado na espontânea, apenas na estimulada onde fica empatado com o governador. É evidente que se trata de uma sondagem com um cenário fictício, mas chama a atenção pela força de Cassol. No cenário sem o senador, o favorito é Expedito Júnior. Só um detalhe, os números em relação a Confúcio, são praticamente os mesmos em todas as pesquisas que estão sendo feitas, sintoma de que algo não vai bem.

Podcast

E agora?

A escola Manaus, em Porto Velho, situada no bairro Areal foi roubada na noite da última segunda-feira. Ladrões levaram seis computadores, modens, impressora e outros equipamentos de informática. Segundo informou a direção da escola, após a polícia ser acionada, demorou cerca de três horas para os policiais chegarem ao local. O governo não tem condições de manter os contratos de vigilância, e agora, como fica a situação?

Balela

Em reunião recente a Seduc anunciou que “a Polícia Militar vai intensificar as rondas no entorno das escolas”. Isso é conversa fiada. Já falamos sobre isso em coluna anterior. A PM mal está dando conta de suas atribuições em função da falta de estrutura. Prova disso é o tempo de resposta para o atendimento a ocorrências e a população sabe bem disso.

Enquanto isso

O Sindicato dos Vigilantes de Rondônia (Sintesv) anunciou nesta quarta-feira que vai entrar na Justiça pedindo liminar para o bloqueio de cerca de R$ 8 milhões das contas do Estado e da Empresa Rocha Segurança, para que sejam garantidos os pagamentos das rescisões trabalhistas de 2.500 trabalhadores que serão demitidos com o fim dos contratos de vigilância nas escolas estaduais. O Governo alega que já fez o repasse e a Empresa garante que não. O Sintesv avalia que seus sindicalizados poderão ter sérios prejuízos e dai o pedido de liminar. Com esses recursos, seriam quitados os salários de setembro e outubro, o vale alimentação, multa de 40% e rescisões.

É de assombrar

A Secretaria de Justiça transferiu um preso para Mossoró contra uma determinação do Tribunal de Justiça. O caso passaria desapercebido se fosse um preso qualquer, mas trata-se de Alberto Siqueira, o Beto Baba, da Operação Apocalipse, deflagrada pela Polícia Civil em julho deste ano. A transferência foi solicitada pela Polícia Civil que alegou “influência sobre outras pessoas citadas no processo que o envolve”.

O problema

É que Beto foi na segunda e voltou na terça. Esse tipo de erro custa dinheiro, e muito, já que essas transferências envolvem um grande aparato. Se alguém, que não fosse o erário, pagasse por esse tipo de prejuízo, certamente haveria muito mais cautela na hora de cumprir esse tipo de pedido.

Falando nisso

Porque é mesmo que ainda tem gente presa por causa da Apocalipse? As investigações já foram encerradas, os presos foram denunciados e juridicamente falando, não existe nenhuma justificativa para a manutenção das prisões. Não se trata de defender bandido, trata-se de cumprir a lei, coisa que anda faltando acontecer por essas bandas. Sorte do Beto Baba que por aqui não tem pena de morte. Já pensou se ao invés de uma ordem de transferência fosse uma ordem de execução? Sei não, mas a impressão que dá é que o nosso sistema é a cara do Brasil atual. As coisas acontecem e ninguém sabe de nada.

Bloqueio

Por duas noites seguidas ocorreram protestos na Faro pelos alunos do curso de enfermagem. É que a instituição resolveu que não vale a pena manter o curso e decidiu transferir os acadêmicos para a São Lucas, que cobra mais caro e tem várias cadeiras que não batem. A revolta é geral e a medida foi adotada porque o MEC reprovou o curso da FARO.

Anomalia

Tem alguma coisa muito errada com a saúde pública em Rondônia e não é possível que as autoridades não percebam. Paciente jogado em corredor de hospital não é uma coisa normal, é absurdo. Mas, por aqui a Secretaria de Saúde alega que a culpa é da população, que se acidenta demais e superlota as unidades. Que o número de acidentes em Porto Velho é alto, ninguém duvida, mas pera lá, isso não é de agora. Desde que a cidade passou a abrigar duas usinas gigantes que houve uma explosão demográfica e só a população que percebeu isso?

Instabilidade

Em função de uma série de problemas com hosts de hospedagem, tivemos que migrar o site Painelpolitico.com por três vezes nas últimas semanas. Essa instabilidade toma tempo e demanda uma série de medidas. Em função disso, estamos com uma certa inconstância com a coluna, mas até o fim desta quarta-feira o site deve estar 100 por cento operacional. A partir de segunda-feira, retornamos com a coluna sempre no mesmo horário, no fim da tarde. Essa necessidade de mudança surgiu devido a um crescimento espantoso nos índices de acesso do site, que derrubou os servidores de hospedagens por diversas vezes. Agradecemos a audiência e tão logo as coisas estejam normalizadas estaremos avisando.

Uns com tanto

Conforme a coluna havia revelado, o Tribunal de Contas determinou a imediata suspensão dos pagamentos de CDS para três secretários do governo, Marcelo Bessa, George Braga e Márcio Gabriel. Mas o adjunto de George, Pedro Afonso Pimentel também recebeu a bolada de pouco mais de R$ 24 mil, o tal CDS 21. O CDS é pago junto com o salário do órgão de origem. No caso de Braga, que é funcionário federal, são R$ 15 mil, mais R$ 9 mil. E ele também já recebeu suas férias, pouco mais de R$ 12 mil. Ao mesmo tempo o governo aperta o cinto, dos demais servidores, para colocar as contas em dia.

Outros com tão pouco

Enquanto isso, os servidores do Estado que recebiam o mísero CDS 14, perderam a gratificação.

Será?

Apareceu o nome do senador Valdir Raupp em um suposto esquema de pagamento de propina envolvendo a multinacional Alston e a Eletronorte. De acordo com reportagem da revista Veja do último fim de semana, cerca de 3% do valor de uma dívida milionária teriam ido parar nos bolsos do senador rondoniense. Algo em torno de R$ 480 mil. O senador não se manifestou sobre o assunto. Ainda. Mas devem aparecer mais notícias sobre o caso. É que um canário resolveu cantar.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon.

Engordar muito na gravidez aumenta chances de ter filhos com autismo

Grávidas que ganham muito peso podem ser mais propensas a ter filho com autismo. A constatação é de uma pesquisa da Universidade de Utah, nos Estados Unidos. O levantamento analisou dados de 128 crianças diagnosticadas com transtornos do espectro do autismo e de 10.920 pequenos da mesma idade e sexo sem o problema. Constatou-se que o transtorno foi mais prevalente nos nascidos de mulheres que engordaram 12,5 kg do que naqueles cujas mães ganharam 11,5 kg, por exemplo. Os pesquisadores não encontraram ligação entre o IMC (índice de massa corporal) da mãe antes de engravidar e a incidência de autismo. “Esses resultados sugerem que o ganho de peso durante a gravidez não é a causa do autismo. Em vez disso, pode refletir em um processo subjacente que ele compartilha com transtornos do espectro do autismo, tais como níveis hormonais anormais e inflamação”, acrescentou a cientista Deborah Bilder.

Comentários
Carregando