Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – TCE e MP ainda não se manifestaram sobre grupos de trabalho

0

Denúncia foi protocolada em março deste ano por cidadão e governo continua favorecendo secretários e apadrinhados

Complicando

O governo federal agora acordou para o problema da entrada desenfreada de imigrantes haitianos no país. Mas não se iluda, isso só aconteceu porque eles começaram a ser transportados para São Paulo e Porto Alegre em comboios de ônibus. Como por lá a exposição é maior, resolveram que agora precisam criar uma agência para tratar da imigração no país, já que a Polícia Federal, que vem “quebrando o galho” há anos, está sobrecarregada. A questão é séria e vinhamos chamando a atenção para isso desde que chegou a primeira leva que foi alojada no ginásio Cláudio Coutinho em 2011.

O problema

É que os haitianos estão entrando como “refugiados” o que não é o caso. Nada contra a pessoa buscar melhorar sua vida em outras regiões e países, mas não podemos permitir a imigração desenfreada que vem acontecendo no Brasil. Por aqui, as porteiras estão abertas e não existe nenhum tipo de controle, o que termina gerando o problema social enorme. O governo acreano só não pega pesado nesse tema porque Tião Viana, governador, é do mesmo partido da presidente Dilma. Do contrário, ele berraria para o país inteiro que está sufocado, o Acre não tem condições de manter asa centenas que chegam todas as semanas.

O Brasil

Precisa rever sua política migratória com seriedade, sem xenofobia, mas com responsabilidade. Atualmente o país atravessa uma grave crise financeira e sabemos que são nessas condições que o terreno fica fértil para pensamentos idiotas, do tipo, “eles estão tomando nossos empregos”. Não se trata disso, se trata de adotar alguns cuidados. O continente europeu está tendo problemas sérios em função da migração de refugiados sírios. Só que por lá o “sapato aperta”.

Grupos de trabalho

Em fevereiro deste ano a coluna PAINEL POLÍTICO denunciou uma prática que se tornou comum no governo Confúcio, os chamados “grupos de trabalho”. Em 11 de março, o cidadão Luiz Carlos de Souza fez uma denúncia formal ao Ministério Público Estadual e ao Tribunal de Contas em relação a proliferação desses grupos, como forma de “dar uma forcinha” no salário de servidores e secretários, entre eles o de planejamento George Alessandro Gonçalves Braga, que desde o começo da primeira gestão de Confúcio participa de “grupos de trabalho”. Em fevereiro desse ano, ele ingressou no “Grupo Especial de Trabalho Multidisciplinar” de sua própria secretaria.

A manobra

Além de afrontar o artigo 63 da Lei Complementar 224/2000, que limita o máximo de dois Grupos de Trabalho concomitantes, a prática também constitui burla ao princípio do subsídio, previsto no Art. 39, § 4º, da Constituição Estadual, que veda o acréscimo ao subsídio (parcela única de qualquer espécie estipêndio) . A prática também constitui burla ao fisco federal (Imposto de Renda), pois os valores são consignados como “caráter indenizatório. Apesar disso, até hoje (já estamos no mês 5) nem Tribunal de Contas, nem Ministério Público se manifestaram sobre o assunto. E a farra continua.

Mas o silêncio continua

O PT emitiu na tarde desta quinta-feira, uma nota pública onde anuncia algumas medidas a serem adotadas em relação ao diretório de Cacoal, entre elas a dissolução, suspensão dos filiados e julgamento pelo comitê de ética estadual dos envolvidos na lambança. Porém, o presidente da legenda, Padre Ton ainda não deu as caras, nem em seu perfil no Facebook para falara sobre o assunto. Tudo bem que é constrangedor, ainda mais porque envolve um colega de batina, por assim dizer. Mas Ton precisa dar satisfações e não repetir o erro cometido em passado recente, quando inocentou, de uma tacada só, Epifânia Barbosa e Roberto Sobrinho.

Ainda o PT

O vereador preso no final da tarde de quarta-feira, em Jaru, estaria, segundo informações da polícia, “recebendo propina para não dar início ao processo de afastamento da prefeita de Jaru, Sônia Cordeiro”.

Mas então

Deixa eu ver se entendi direito. A prefeita preferiu não ceder a chantagem e combinou de pagar o que o vereador queria, ok, corrupto tem mesmo que ir pra cadeia. Mas, quais as cartas na manga que o vereador tinha para dar início a esse processo de afastamento? Então quer dizer que com a manobra, a prefeita se salvou de um afastamento e ainda se livrou de um credor? Seja lá o que for que o presidente da Câmara, Valdeci Orlandini (PSB) tenha contra a prefeita, deve ser apurado. Sônia escapou por um triz de ser afastada em passado recente.

Estrutura parada

O teatro estadual continua parado por falta de habite-se e alvará, mas as contas não param. Só para manter a estrutura sem que ela deteriore ainda mais, é necessário ter gente por lá o tempo todo, isso representa gastos com energia elétrica, salários, água, material de limpeza, enfim, o mostrengo está parado mas rendendo despesas que são pagas, é claro, pelos cofres públicos.

Enquanto não funcionar

Vai ficar dando prejuízo. É interessante observar que as pessoas envolvidas com cultura em Porto Velho não estão dando muita bola para o tal “Palácio das Artes”. Não percebo nenhuma movimentação no sentido de reivindicar a abertura e o funcionamento do espaço. Vamos ver quando, e se, um dia funcionar, como serão feitos os procedimentos para locação e uso do local. Pelo que eu conheço da turma, vai ser uma burocracia daqueles, e principalmente, só vão liberar para os “chegados”.

Maquinário

O servidor do DER José Soares de Carvalho esteve na Assembleia Legislativa prestando alguns esclarecimentos sobre o furto de máquinas pesadas do órgão. Segundo ele, foram roubadas quatro pás carregadeiras. Uma em 2013, em Nova Mamoré, e localizada por ele na beira do rio, pronta para ser levada para a Bolívia. As outras três foram furtadas em Joana D’Arc, São Carlos e Triunfo, todas em 2014. A de Joana D’Arc também foi recuperada e as outras duas continuam sumidas.

Eu só queria saber

Onde estava o tal sistema de monitoramento em tempo real que o então diretor Lúcio Mosquini havia contratado. Porque o Ministério Público e a polícia não perguntam isso a ele?

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Atacar a geladeira na madrugada faz perder dentes

Atacar a geladeira ou comer na cama e não escovar os dentes depois pode causar cárie, gengivite e até queda dos dentes. Só porque, sempre que comemos, forma-se sobre o dente uma placa incolor cheia de bactérias, que se alimentam, entre outras coisas, dos restos da comida que ficam por ali. A higienização bucal serve justamente para remover essa película evitando assim, que ela cause problemas bucais. A permanência desta placa também produz toxinas que podem levar à instalação de um processo inflamatório das gengivas. A saliva é uma forte aliada contra a placa bacteriana, funciona como um detergente natural para a boca. No entanto, durante a noite há uma redução do fluxo salivar, que cria um ambiente favorável para o acúmulo de bactérias e o surgimento da cárie. Assim, a combinação dos alimentos consumidos à noite, a falta de uma boa escovação antes de dormir e a saliva com a sua atividade reduzida, torna a boca um lugar ideal para as bactérias fazerem a festa durante madrugada. Segundo um estudo realizado no Laboratório de Bioquímica Oral da Faculdade de Odontologia de Piracicaba da UNICAMP, o uso de creme dental com flúor a noite reduz a progressão da cárie em comparação com a escovação matinal.

Comentários
Carregando