Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Valter Araújo pode virar o “Hildebrando” de Rondônia

0

A carta

Fernando Braga Serrão, conhecido como “Fernando da Gata” divulgou, através de um site de VIlhena, uma carta de cinco páginas, onde só aparecem quatro (a página 2 sumiu e a 1 é repetida), onde afirma que o presidente da Assembleia, Hermínio Coelho “não é santo”. Porém, o mais complicado da tal carta não são as alegações feitas contra o deputado, e sim contra o Ministério Público, mais precisamente contra o Procurador-Geral, Héverton Aguiar, que Fernando alega “ter atendido todos os pleitos de Hermínio”.

Essa afirmação

Assim como a de que foram feitas “tentativas de extrair de mim informações contra o deputado Hermínio Coelho e outros deputados sob a promessa de em troca me liberar”, indicam que tem coisa muito errada em toda essa situação. De fato, não se sabe ainda qual a real intenção de Fernando Serrão divulgar o texto, que não trás nenhuma novidade sobre o caso, tampouco alivia sua situação. Pelo contrário, pode até piorar.

De fato

Pelo que foi mostrado até agora ele já deveria ter conseguido habeas corpus. Criminosos bem mais perigosos estão soltos e não dá para entender como a justiça é tão severa em um caso de suposta associação ao tráfico de drogas (sem prova alguma) e ao mesmo tempo manda soltar o sargento que havia sido preso por estuprar e esfaquear duas menores em Porto Velho (esse com provas e reconhecimento por parte das vítimas). Não que Fernando Serrão seja santo, ou coisa que o valha, a questão é que nesse navio ele entrou de gaiato.

Outra

A redação da carta demonstra certo grau de conhecimento de uma série de situações e alfineta várias pessoas que tiveram, em algum momento, envolvidas com o ex-deputado Valter Araújo, que divide cela com Fernando Serrão e Alberto Siqueira (Beto Baba). Se Valter tem algo a ver com a carta, não se sabe. O que se sabe com toda a certeza é que a situação do ex-parlamentar não está caminhando da forma como ele calculou.

Caso configure

Que de fato o ex-deputado esteja de alguma forma botando lenha nessa fogueira, sua situação tende a ficar ainda mais complicada. Está marcado para o próximo dia 30 o primeiro, de vários julgamentos de Valter Araújo. Analistas ouvidos pela coluna prevêem que ele deva ficar em situação idêntica a de Hildebrando Pascoal, ex-deputado federal acriano que cumpre pena de mais de 100 anos de prisão por uma série de crimes. Não que Valter vá ficar na cadeia tanto tempo, mas o período em que ficar, vai ser suficiente para excluí-lo de qualquer expectativa de retornar à vida pública, como ele achou que conseguiria.

Em relação

A Operação Apocalipse, ela continua sendo motivo de questionamento por parte de advogados, promotores e magistrados. Apesar da tormenta ter passado, os escombros estão por toda a parte e no decorrer do período, muita coisa ainda vai emergir. Tanto do lado do governo quanto da assembleia. O problema dos entulhos é que encontra-se coisas que estavam perdidas ou aquelas que ninguém queria mais achar.

Podcast

Virou notícia

Nacional o massacre de crianças ocorrido no Hospital de Base, descoberto graças a uma inspeção do Tribunal de Contas do Estado. O assunto estampou a capa do portal UOL, um dos maiores do país. Interessante destacar esse trecho da matéria, “a Secretaria de Saúde de Rondônia inicialmente negou risco de contaminação dos internos por superbactéria, mas depois admitiu o fato. Em nota oficial, a secretaria afirma que “no mês de setembro, três crianças deram entrada na UTI pediátrica no Hospital de Base com uma bactéria multirresistente e que medidas foram tomadas como o caso requer”.

Pera lá

Que medidas foram tomadas cara-pálida? 15 crianças morreram por pura falta de condição em uma Unidade de Terapia Intensiva. Cá entre nós, alguém precisa ser responsabilizado e pagar por isso. Se fossem presos que tivessem morrido, viria até uma comissão da ONU para averiguar, o Estado seria penalizado e o escândalo seria internacional. Mas, como se trata de filho de pobre fica tudo por isso mesmo?

Só para relembrar

O governo da cooperação fez uma papagaiada sem precedentes ao montar um “hospital de campanha” na porta do João Paulo II nos primeiros dias de janeiro de 2011, tão logo Confúcio assumiu. À convite do governo o Jornal Nacional se prestou a mandar um avião à Porto Velho para mostrar o “descaso da saúde”. Parecia a visão do inferno. Passados quase três anos não mudou nada. Há, sim, mudou. Mudaram os secretários de saúde. No início era um que não mandava em nada, quem decidida era o adjunto, que terminou preso. Depois botaram outro que sabe-se lá de onde saiu e por fim arrumaram o “salvador” chamado Pimentel. É, pimentel no dos outros é refresco.

Expo Rodeio Show

De 14 a 24 de novembro acontece em Porto Velho a Expo Rodeio Show e nesta quarta-feira, 16, um coquetel promovido pelos organizadores vai apresentar os detalhes do evento. E a feira agropecuária de Porto Velho promete ser um dos maiores acontecimentos do ano.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon.

Criança amamentada no seio tem menos risco de usar aparelho

O aleitamento materno é fundamental para o desenvolvimento da articulação temporomandibular (ATM), dos maxilares e da mordida da criança. Ocorre que, para sugar o peito da mãe, o bebê realiza entre 2000 e 3500 movimentos de mandíbula. Com o uso da mamadeira, ocorrem apenas de 1500 a 2000 movimentos. “A força muscular que o bebê necessita para extrair o leite materno, mantendo um fluxo de leite satisfatório, é bem maior do que quando usa a mamadeira”, diz a odontopediatra, Rosana Possobon, professora da Universidade de Campinas. Segundo a especialista, não só a amamentação, mas a respiração, a mastigação e a deglutição são estimulações funcionais para o crescimento da face. Uma criança que é amamentada exclusivamente no peito, sem uso de chupeta e mamadeira durante os seis primeiros meses de vida e, ao ser introduzida a alimentação complementar, usa apenas o copo para tomar líquidos, teve o estímulo ideal para o crescimento da face. “Essa criança só precisará usar aparelho caso haja outras interferências ou uma herança genética que levem a mal posicionamento dentais, por exemplo”, afirma.

 

Comentários
Carregando