Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Vice-governador de RO e secretários de desenvolvimento e agricultura vão à Floripa aprender a fazer boletim de ocorrência

0

Mas o Ministério Público não viu isso acontecer…

Você ficaria?

Você está viajando para um país estranho, com idioma desconhecido, sem amigos ou referências. Ao desembarcar no aeroporto dá de cara com as forças de segurança desse país segurando faixas e cartazes indicando para você, em seu idioma, “a chegada ao inferno”. A própria polícia te avisa que você não tem segurança alguma. Qual seria sua reação? A minha seria correr ao guichê da companhia aérea e anteciparia meu retorno no primeiro voo. Depois gringo reclama que é assaltado, estuprado ou morto no Brasil. Fica por que quer. A polícia estava no Galeão na manhã desta segunda-feira avisando, “bem vindos ao inferno”.

Esse é o retrato

De um país cujos fatos que vem ocorrendo lembram ações que ocorrem na África subsaariana. No Brasil não temos segurança, temos uma cortina de fumaça que ajuda a mascarar a dura e triste realidade. Não temos segurança, a polícia se esforça, tenta, mas falta estrutura, falta salário digno, falta o principal, vontade política.

E para piorar

Temos uma justiça cada vez mais politizada e seletiva. Sobre isso, o desembargador Edison Vicentini Barroso, do Tribunal de Justiça de São Paulo foi brilhante. Confira o artigo AQUI!

Falando em política

O Ministério Público se tornou o terror dos prefeitos Brasil afora. A interferência do órgão vem se estendendo em áreas discutíveis, que são de competência dos executivos ou legislativos municipais. Atualmente tudo se transforma em “TAC”, que são “termos de ajustamento de condutas”, que terminam por engessar questões que são dinâmicas e precisam ser flexibilizadas em algumas situações. Outro problema é que promotores recém-empossados querem mostrar serviço e para isso correm atrás de questões pequenas, levam à lei ao “pé da letra” e terminam prejudicando a dinâmica dos municípios.

Os prefeitos

Não falam isso abertamente, mas não é nenhum segredo. A ação do Ministério Público é vital para a fiscalização e claro, barra os mal intencionados. Porém, há que se ter uma grande dose de bom senso, principalmente quando se tratam de municípios pequenos. Curioso é que não se vê essa “lupa” do Ministério Público sobre questões sérias que dizem respeito à toda a comunidade, e polêmicas, como a desocupação de áreas públicas, como praças e calçadas tomadas por ambulantes, fiscalização eficaz sobre a permanência de menores em locais para maiores, ou mesmo crianças e situação de risco mendigando nas ruas acompanhados dos pais.

Só para relembrar

Essa questão que envolve menores é um problema sério, mas que no passado tinha solução. Quem vive em Porto Velho e tem mais de 30 anos, vai lembrar das chamadas “Kombi da Demec”, que era uma Kombi que circulava a partir das 22 horas e apreendia os menores que estavam nas ruas. Eles eram encaminhados à delegacia de menores e os pais eram chamados para irem busca-los. Por algum motivo desconhecido sumiram com a Kombi e a molecada hoje em dia faz a festa. E sem ser incomodada.

Alguém pode explicar?

O vice-governador de Rondônia Daniel Pereira esteve em Santa Catarina onde foi “ver na prática como funciona a lavratura de Termos Circunstanciados (TC) pela Polícia Militar daquele Estado. Sério? É sério. Mais sério ainda é constatar que Pereira nada tem a ver com segurança pública e sabe o que mais? Ele foi acompanhado dos secretários de Estado do Desenvolvimento, Basilio Leandro de Oliveira, e da Agricultura, Evandro Cesar Padovani. Deve estar sobrando dinheiro nos cofres do Estado para alguém autorizar uma viagem dessas.

Há sim

Eles estiveram no Batalhão da Polícia Militar de Florianópolis, na sexta-feira, 29. Florianópolis é aquela ilha paradisíaca em Santa Catarina. Ruim viajar para lá ganhando diárias, né não? Resta saber a aplicabilidade desses “conhecimentos” na segurança pública de Rondônia (acho que o comandante Enedy que deveria ter ido) e ainda no “desenvolvimento” e principalmente na “agricultura”. Coisas de um estado próspero, com as contas em dia e alheio á crise que assola o país. Isso o Ministério Público deveria olhar com lupa. E cobrar retorno prático dessa viagem. Acha que é fofoca? Olha AQUI. Mas sabe o que o Ministério Público viu? Que o comando da PM está usando carro oficial para fins particulares e emitiu uma “recomendação”. Isso não deveria ser atribuição do governo?

Falando em violência

Na tarde desta segunda-feira o escritório do advogado Carlos Alberto Troncoso Justo foi palco de um assalto, cometido por dois homens armados. Eles invadiram o prédio, que fica na região central de Porto Velho e levaram relógios, carteiras e celulares de funcionários. Um dos bandidos foi preso.

Vai vencer

O concurso do Detran de Rondônia foi realizado em 2014. Já estamos no segundo semestre de 2016 e os aprovados não foram convocados. O concurso vence em agosto, mas não existe nenhuma movimentação do órgão no sentido de chamar os aprovados. Mas o cabidão de comissionados por lá só aumenta enquanto isso. O Ministério Público também não viu isso, mas viu que a Câmara de Vereadores de Cacoal tenha proporcionalidade de cargos comissionados e efetivos.

Clínica Mais Saúde informa – Fumar causa danos ao esperma

Não é novidade que mulheres que planejam engravidar devem parar de fumar. Agora, um estudo publicado recentemente no periódico científico BJU International sugere que o futuro pai também largue o vício. No estudo, pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) analisaram o esperma de 20 fumantes e 20 não fumantes. Os resultados mostraram que o sêmen dos fumantes foi danificado de maneiras que podem reduzir a chance de fecundação ou levar ao desenvolvimento de problemas de saúde no bebê. As análises mostraram que o DNA no esperma dos fumantes estava fragmentado, o que está relacionado a um aumento do risco de problemas genéticos no feto e ao desenvolvimento de câncer infantil. Os pesquisadores acreditam que essa fragmentação seja resultado de um stress oxidativo ocasionado pelo cádmio e pela nicotina presentes no cigarro. Além disso, as mitocôndrias, que são o centro de energia das células, também estavam menos ativas no esperma desses voluntários.

Comentários
Carregando