Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Com app de localização, homem flagra traição de namorada com amigo

0

Mas esse é o menor dos problemas de Oliver Pugh. Antes disso, ele teve que enfrentar um câncer, uma infecção por bactéria, meningite e um ataque do coração. Hoje, ele se intitula o homem mais azarado do mundo

Oliver Pugh, do Reino Unido, se intitula o homem mais azarado do mundo e, realmente, a vida para esse pai de dois filhos não tem sido fácil. Depois de um câncer, uma infecção por bactéria, meningite e um ataque do coração, Oliver flagrou, por meio do aplicativo Amigos, do iPhone, que a mulher estava traindo ele com o melhor amigo.

Para entender essa história, é preciso voltar a 2012, quando Oliver procurou o médico para tratar uma dor nos quadris. O médico descobriu então que a dor era decorrente de um câncer. Após ser diagnosticado, ele se submeteu a três cirurgias para retirar o tumor, sendo que duas delas não deram certo, segundo informações do Daily Mail.

Ainda se recuperando das cirurgias, Oliver teve meningite, que se espalhou para a coluna. Se não bastasse, após voltar ao trabalho, ele perdeu o dedão de uma das mãos e pegou uma bactéria que o deixou internado.

Parada cardíaca

Três anos depois, foi a vez dele encontrar a esposa com o melhor amigo. “Sempre fomos bons amigos e, às vezes, ele precisava de companhia. Um dia, minha ex-mulher foi até lá para um drinque, pois eu estava medicado. A partir daí, ela sempre estava por lá para ver os amigos e a família dele”, contou ao jornal.

“Certo dia, eu olhei no app para ver onde ela estava e vi que era na casa desse amigo. Eu perguntei para minha ex-esposa onde ela estava e ela mentiu. Eu disse que sabia onde ela estava e ela me contou tudo”, explicou.

Logo depois, Oliver teve uma parada cardíaca. Ao dar entrada no hospital, o médico o diagnosticou com a Síndrome do Coração Partido, nada mais justo. Após a recuperação, mais um tumor. Dessa vez, pressionava a coluna e Oliver não podia mais andar. Retirado o câncer, ele se recuperou.

Hoje, Oliver é dono de um bar e está feliz com a vida que leva. “Quando você pensa que vai morrer, você não tem tempo para questionamentos, você não tem nada a perder.

Comentários
Carregando