Comissionada do governo que mora na Bolívia recebe até por produtividade

Fabiana de Vito está cursando medicina em faculdade boliviana 

A Chefe de Equipe do Departamento de Estradas e Rodagens de Rondônia (DER), Fabiana de Vito, que cursa medicina na UDABOL, na cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra, recebe até por “produtividade”. Os dados do pagamento da jovem estão em seu contra-cheque, que começou a circular em redes sociais após reportagem de PAINEL POLÍTICO revelar que ela foi nomeada no governo do Estado em março deste ano, com decreto retroativo até janeiro de 2015.

No contra-cheque de abril, mostra que ela recebe R$ 1.403,08 por “produtividade”, além de R$ 330,22 de auxílios e R$ 5.792,12 em temporárias. Em abril, ela recebeu líquido, R$ 6.152,98 de salários.

O governo não se manifestou sobre a contratação de Fabiana, tampouco quem a indicou para o cargo no DER. Ela é de Jaru, onde também mora sua família. Ela está na Bolívia desde o começo deste ano e anunciou, em seu perfil no Facebook, “que só retorna de férias no fim do ano”. Nesta quinta-feira, seu perfil na rede social havia sido excluído.

Contracheque de Fabiana mostra seus rendimentos em abril deste ano
Contracheque de Fabiana mostra seus rendimentos em abril deste ano
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

4 thoughts on “Comissionada do governo que mora na Bolívia recebe até por produtividade

  1. Todo esse quadro de corrupção, vem de
    Muito tempo atrás, só que o pt abusou.e
    mais, um partido que se dizia a solução se tornou à tragédia. Que a justiça use de toda sua força para colocar esses ladrões no seu devido lugar, eu acredito em um país melhor para todos.

  2. Será que a POLICIA FEDERAL, que confiamos sabem disso?
    Somos assaltados e precisamos do resacimento do nosso dinheiro.

  3. Fácil! Será exonerada e terá que devolver com juros e correções todo o dinheiro recebido além do que ainda implicar num processo criminal.

Deixe uma resposta