Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Concurso em SP pede exame de ruptura de hímen a candidatas

0

Um concurso do Governo de São Paulo obriga candidatas com menos de 25 anos que se declararam virgens a apresentar um atestado provando que não houve a ruptura do hímen. A obrigatoriedade do exame himenal é aplicada apenas às mulheres que se declarem virgem e que não quiserem se submeter à colposcopia, que por sua vez são exigidos em caso de detecção de células anormais no teste de Papanicolau.

Segundo o edital do concurso, as candidatas são obrigadas a apresentar uma série de exames de acordo com a idade. A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) se manifestou contra qualquer exigência que envolva a privacidade da mulher. Segundo a pasta, as mulheres têm direito de escolher não fazer um exame que em nada interferirá em sua vida profissional.

Ainda na visão da secretaria, a exigência de exames ginecológicos em concursos é abusiva, pois “viola o princípio da dignidade da pessoa humana, consagrado no inciso III do artigo 1º da Constituição Federal”. Ao jornal, a assessoria do governo de São Paulo informou que é “absolutamente errado afirmar que é exigido à candidata a cargo público qualquer laudo, ou suposto ‘comprovante'”, mas confirmou que admite a necessidade de apresentação de um “relatório” de um médico pessoal àquelas que ainda não haviam iniciado atividade sexual como alternativa ao exame.

Fonte: Terra

Comentários
Carregando