Concursos públicos abertos reúnem mais de 24 mil vagas no país

No Distrito Federal concurso aberto continua com as inscrições abertas até 5 de maio. Trata-se da seleção lançada pela Polícia Civil, com 100 vagas para peritos criminais

Mais de 150 concursos estão com inscrições abertas no Brasil, nesta segunda-feira (4/3) e reúnem mais de 24 mil vagas. Os cargos estão disponíveis para todos os níveis de escolaridade. Nesta segunda-feira (4/4), o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul encerra as inscrições do concurso para servidores. De acordo com o edital, podem concorrer candidatos com nível superior aos cargos de médico psiquiatra, psicólogo judiciário, pedagogo judiciário, médico judiciário (clínica médica ou medicina interna), ortopedia e traumatologia e psiquiatria, além dos cargos de assessor judiciário e contador. Os salários oferecidos variam entre R$ 5.972,44 a R$ 10.240,76.

Outro órgão que encerra as inscrições nesta semana, mais precisamente nesta quarta-feira (6/4), é a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater/MG) , que oferece 100 vagas para candidatos com formação em nível médio e superior. A remuneração dos cargos varia entre R$ 2.134,46 e R$ 5.194,34. As taxas de inscrição variam de R$ 60 a R$ 90.

A empresa pública de saúde do Rio de Janeiro, RioSaúde S.A, também vai encerrar as participações no dia 4 de abril. São 185 vagas para candidatos com níveis médio e superior. Os salários variam de R$ 1.282,94 a R$ 3.500. Candidatos de nível médio podem concorrer aos cargos de assistente administrativo, técnico de enfermagem e técnico de farmácia. As opções para nível superior são de enfermeiro, farmacêutico, médico plantonista e médico plantonista pediatra.

No Distrito Federal, o único concurso aberto continua com as inscrições abertas até 5 de maio. Trata-se da seleção lançada pela Polícia Civil, com 100 vagas para peritos criminais. O salário e R$ 16.830,85 é oferecido a candidatos com nível superior de formação

Passar em concurso exige bom preparo dos candidatos. Entretanto, isso não significa, necessariamente, que quem dedica mais horas ao estudo tem maiores chances de aprovação. Professores de cursos preparatórios alertam que o fundamental é ter foco e realizar uma grande quantidade de exercícios, bem como refazer provas anteriores desses certames. Eles ainda recomendam que os concurseiros dediquem mais tempo às matérias das quais não têm domínio e sigam uma rotina de leitura e aprendizado programada para que seja possível analisar boa parte do conteúdo exigido.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário