Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Confira as principais diferenças gráficas entre GTA 4 e GTA 5

0

Com toda a promessa de uma geração, Grand Theft Auto IV deixou muita gente boquiaberta na época. O ano era 2008, quando os sistemas atuais ainda engatinhavam e cada passo dado pela indústria era visto como um grande avanço. Tanto que, quando a Rockstar trouxe a aguardada sequência, muitos acreditavam ser impossível ir além em termos de fidelidade visual na hora de trazer um mundo aberto como Liberty City.

Mas o tempo passa, o tempo voa e chegamos a 2013. Cinco anos depois da dita revolução, o estúdio conseguiu surpreender novamente, desta vez com GTA 5. E como era de se esperar, as diferenças gráficas entre os dois títulos é imensa, sendo muito difícil encontrar características em comum entre elas, por mais que estejamos falando do mesmo motor gráfico.

Em meia década, muita coisa mudou — principalmente em uma indústria tão movimentada quanto a dos video games. Então, por que diabos fazer esse tipo de comparação se já sabemos a resposta do que vamos encontrar?

Como mencionado, tanto GTA IV quanto seu sucessor utilizam a mesma engine, a chamada Euphoria. Por se tratar de uma única tecnologia, é possível comparar o salto dado pela atual geração neste período de cinco anos. Afinal, a Rockstar não trouxe nada inédito, apenas melhorou e refinou algo que ela já utilizava — ou tentava utilizar — há cinco anos.

A maior mudança sentida entre GTA IV e V é a nitidez da imagem. Como o primeiro título foi lançado ainda no início da geração, a Rockstar ainda não conseguia explorar ao máximo o potencial de seu motor gráfico e, para manter o desempenho do game considerável dentro das proporções apresentadas, alguns truques tiveram de ser aplicados.

O principal deles foi a aplicação de um filtro que, em resumo, desfoca objetos mais distantes a fim de destacar apenas aquilo que está em primeiro plano.

Que venha a nova geração

Como citado anteriormente, a evolução existente entre GTA IV e seu sucessor é absurda e não representa apenas o salto dado pela Rockstar na última meia década, mas de toda a indústria ao longo dessa geração. E se, em apenas cinco anos, as produtoras conseguiram aprimorar suas engines nesse ponto, fica ainda mais difícil imaginar o que esperar dos títulos do Xbox One e PS4 em 2018. Mas seja lá o que for que vamos encontrar, sabemos que será coisa boa.

Comentários
Carregando