Confúcio dá um “baile” na Polícia Civil e visita feira após saída dos manifestantes
Policiais organizaram manifestação na abertura da feira, mas o governador não estava presente
Policiais organizaram manifestação na abertura da feira, mas o governador não estava presente

O governador Confúcio Moura (PMDB) deu um “olé” nos manifestantes da Polícia Civil e só chegou ao Parque de Exposições Hermínio Victoreli no início da tarde desta quarta-feira, após os manifestantes da Polícia Civil terem dispersado.

O governador vem evitando encontrar com os manifestantes desde a semana passada, quando começou a pressão pelo encaminhamento do Plano de Cargos, Carreiras e Salários da categoria. Também nesta quarta-feira, os trabalhadores do setor de saúde começaram uma movimentação de evem anunciar greve geral nos próximos dias. Eles tambéem querem a implantação do PCCS, que deveria, segundo eles, ter sido implantado ainda em 2012.

Rondônia Rural Show

O evento teve a abertura oficial logo pela manhã e contou a com a presença de diversas autoridades, como o senador Acir Gurgacz (PDT), o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho, além do vice-governador Daniel Pereira.

A feira é uma vitrine para produtores e prestadores de serviço do setor produtivo e está recebendo visitantes dos mais diversos pontos do país. De acordo com o governo, os bancos estão disponibilizando R$ 1 bilhão em linhas de crédito para produtores.

Governador visitando a feira na tarde desta quarta
Governador visitando a feira na tarde desta quarta
News Reporter
Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

  1. Ele faz isso pq tem a Sensaçao que nao tem adversário politico , que pode reinar com suas manobras ridiculas humilhando funcionários públicos , Lula caiu,Dilma caiu, essa bacana acredita ser eterno !

  2. Já pensou se cada policial só fosse à delegacia quando não houvesse mais risco de curto circuito, do teto desabar, de não se contaminar com sangue, tuberculose, restos mortais etc? Se cada policial só fosse atrás dos estupradores, assassinos, ladrões e outros criminosos depois que soubéssemos de sua fuga? Se cada policial só fosse ao local do crime depois que não houvessem mais vestígios nem possibilidade de investigar mais nada? Se cada policial deixasse de cumprir horas extras, sobreaviso etc sem receber nada por isso? Se cada policial deixasse de enfrentar os criminosos e a polícia deixasse de levar ao judiciário 70% dos culpados pelos crimes em Rondônia (. . . ) ? Se cada policial fosse COVARDE como o governador, a quem as vítimas recorreriam? Mas não. Nós não somos o governador. Nós não somos covardes como ele. Nós não fugimos dos problemas. Nós enfrentamos os problemas todos os dias, todas as horas e em todos os lugares porque nós somos policiais e respeitamos as pessoas. Respeitamos as vítimas que não podem procurar um governador que mente, que engana e que se esconde. Ao contrário do governador… Nós estamos à disposição dos desamparados.

  3. É inadissível esse comportamento por parte de um chefe de Estado, precisamos apenas que seja cumprido acordo firmado nesse mesmo evento em 2015. Comprovamos que a devida valorização da Polícia Civil, a qual cobramos, ainda há um distanciamento muito longo para acontecer por parte desse governante. Comprovamos o desreipeiro com a instituição, milhares de servidores e seus familiares, bem como, a sociedade num todo.

Deixe uma resposta