Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Conheça 9 maus hábitos que detonam a produtividade e aumentam a procrastinação

0

Não procrastinar – e ser mais produtivo – te ajuda também na vida pessoal, não só no trabalho. Confira a lista e entenda como é possível melhorar

Nada no mundo tem tanto poder de sabotar nossa produtividade quanto os maus hábitos. O pior é que, geralmente, a gente possui alguns deles em nosso dia a dia – mas nem percebe que está sendo destruído exatamente por escolhas que tomamos para nós mesmos. Quando vamos ver, estamos cansados, sem criatividade, enrolando horas para realizar uma atividade simples… Já aconteceu isso com você? Aposto que sim. A impressão é de esses nossos maus hábitos são tão astuciosos, que conseguem chegar de fininho e tomar todo nosso corpo lentamente até que nem saibamos onde isso começou.

São essas (péssimas) ações que realizamos cotidianamente que nos deixam para baixo, diminuem nossa precisão, tornam-nos menos criativos e sufocam nosso desempenho. Por isso, controlar os maus hábitos é fundamental, e não apenas por causa da problemática produtividade. Isso porque, segundo um estudo da Universidade de Minnesota, as pessoas que possuem um alto grau de autocontrole tendem a ser muito mais felizes do que aqueles que não o fazem, tanto a médio quanto a longo prazo. Dessa maneira, não procrastinar – e ser mais produtivo – poderá te ajudar também de maneira pessoal, não só no trabalho.

Assim como tudo na vida, alguns maus hábitos são mais problemáticos do que outros –os verdadeiros culpados de uma vida profissional sem muitos resultados. A lista de nove hábitos abaixo são do site Entrepreneur e contempla os piores que podem existir no nosso dia a dia no trabalho (e na vida). E nem pense que você está fora dessa! Se for olhar, quase todos nós continuamos a agir de uma ou outra maneira. Mas, vamos tentar mudar. Afinal, ao cortar ou, pelo menos, evitar cada um desses itens, chegaremos mais perto de poder desfrutar de nossa produtividade, bem-estar e de outras coisas positivas que vêm junto do aumento de nosso autocontrole.

Veja se você está realizando alguns desses maus hábitos e chega de procrastinar!

1. Navegar pela internet compulsivamente
Todos nós precisamos de 15 minutos consecutivos focando em uma tarefa para que possamos nos sentir inteiramente engajados nisso. Uma vez que você consegue embarcar na atividade, sua produtividade flui e você entra em um estado de euforia chamada “fluidez”.

Pesquisas mostram que as pessoas nesse estado de fluidez são cinco vezes mais produtivas do que outras (ou do que ela mesma em outros momentos).

Assim, quando você sai do seu trabalho para dar aquela “espiadinha” nos seus e-mails, no seu perfil do Facebook ou no placar de um jogo, está quebrando a concentração e perdendo a oportunidade de ser mais produtivo.

Resumindo: você precisa focar pelo menos 15 minutos em uma mesma atividade para conseguir estar totalmente envolvido (e precisará de outros 15 minutos a cada vez que interromper o processo).

2. Perfeccionismo
A maioria dos escritores passam horas a fio fazendo um brainstorming sobre seus personagens, roteiros e histórias. E mesmo que escrevam página por página, sabem muito bem o que nunca entrará no livro – ou o que precisa estar presente. Eles fazem isso porque sabem que as ideias precisam de tempo para serem desenvolvidas.

Todo mundo tem uma tendência de “congelar” quando vai começar a realizar uma atividade, pois sabemos que nossas ideias não são perfeitas e que o que produzimos pode não ser bom. Sabe? Aquele medo de não conseguir? Mas, pense bem: como você poderá produzir alguma coisa grandiosa se não fizer nada, se não começar, se não der tempo às suas ideias para que amadureçam?

O autor Jodi Picoult resumiu bem a importância de evitar o perfeccionismo em nossas vidas: “Você pode editar uma página ruim, mas não pode editar uma página em branco”.

3. Reuniões
Ah! As reuniões… Precisa dizer que elas podem detonar com nosso precioso tempo, destruindo nossa produtividade como nenhuma outra coisa consegue? Procrastinar é quase inevitável quando você tem, na agenda, uma sucessão de encontros que não te ajudarão em nada a focar e a ser eficiente. Claro, não tem como evitar todas elas. Mas, colocar um limite já é uma boa vitória.

4. Responder a e-mails assim que chegam
Pessoas produtivas não vão checar seu e-mail a cada 2 minutos, entrando numa constante interrupção do foco em atividades mais urgentes. O que elas fazem, então? Bem, além de verificar as mensagens em certo cronograma, tiram proveito dos recursos que priorizam mensagens por remetente, por exemplo.

Pessoas mais produtivas definem alguns alertas para e-mails de clientes, fornecedores, chefes, enfim, aqueles mais urgentes, e salvam o resto para um momento do dia em que precisam realizar uma pausa nas atividades mentais. Alguns profissionais chegam, até mesmo, a configurar uma resposta automática que permite que seus remetentes saibam quando estão verificando o e-mail. Não seja escravo da caixa de mensagens.

5. Apertar o botão “soneca”
Quando você dorme, seu cérebro entra em estágios de atividades que acontecem em ciclos; no último deles, seu corpo começa a se preparar para que você esteja alerta e, portanto, acorde. Esse é seu “horário de despertar”, criado com a rotina. É por isso que, às vezes, acordamos minutos antes do despertador tocar (ou quando despertamos cedo em pleno sábado!) – seu cérebro sabe que é hora de acordar e se prepara para isso.

Quando você aperta no botão “soneca” e cai no sono, perde esse alerta e acorda mais tarde cansado e se sentindo meio grogue. O pior de tudo é que essa sensação de cansaço leva horas para passar (tornando seu dia muito menos produtivo). Então, não importa o quão exausto você pensa que está quando o despertador toca, é melhor se forçar a sair da cama se deseja uma manhã mais bem-sucedida.

6. Multitarefas
Fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo pode ser o assassinato da sua produtividade. Pesquisas realizadas na Universidade de Stanford confirmaram que a chamada multitarefa dá menos resultados do que fazer uma coisa de cada vez. Os pesquisadores também descobriram que as pessoas que são constantemente bombardeadas com diversas atividades ao mesmo tempo possuem menor capacidade de atenção, perdendo informações. Quando você tenta fazer duas coisas de uma só vez, seu cérebro perde a capacidade de realizar as duas coisas de maneira bem sucedida.

Mas, e se as pessoas tiverem um dom para fazer várias coisas ao mesmo tempo? Segundo a mesma pesquisa de Stanford, ao comparar dois grupos de pessoas baseando-se em suas tendências a ser multitarefa e na crença de que isso realmente ajuda em seu desempenho, isso não funciona. O grupo de pessoas que fazem uma coisa de cada vez se saiu muito melhor. Isso porque aqueles que fazem mais de uma atividade por vez possuem maior dificuldade de organizar seus pensamentos, filtrar informações irrelevantes – sendo mais lentos na mudança de uma coisa para outra.

7. Tomar decisões importantes no fim do dia
Nós temos um limite de energia mental. Isso é um fato. Ao longo do dia, vamos usando isso e, por isso, nossa produtividade tende a declinar no passar das horas trabalhadas – o que os especialistas chamam de “fatiga decisiva”. Quando você deixa para resolver questões mais complexas no fim do dia, por motivos quaisquer, está fugindo delas pela manhã – mas jogando-as para quando está mais exausto. Para evitar tal fadiga, você deve dar preferência para resolver questões complexas pela manhã, quando sua cabeça está fresca.

8. Usar celular, tablet ou notebook na cama
Esse mau hábito é um dos maiores problemas na atualidade – e a maioria das pessoas não percebe que está atrapalhando seu sono e produtividade. Pela manhã, a luz do sol possui altas concentrações de “luz azul”, uma energia necessária para que você se mantenha acordado. Acontece que computadores também emitem ondas de luz azul – e quando seus olhos estão expostos a isso diretamente, seu corpo é induzido a produzir maior quantidade de melatonina e faz com que você se sinta mais alerta, interferindo com a sua capacidade de adormecer, bem na qualidade do seu sono.

E, bem, você já sabe: uma noite de sono mal dormida tem efeitos desastrosos sobre a produtividade – fazendo com que procrastinemos. A melhor coisa que você pode fazer é evitar estes dispositivos após o jantar (televisão é OK para a maioria das pessoas, desde que se sentem longe o suficiente).

9. Comer muito açúcar
A glicose funciona como um estimulante para o cérebro, dando-o energia. Por isso, você precisa de glicose para se concentrar em tarefas desafiadoras; assim, com açúcar de menos circulando no corpo, sentimos cansaço, falta de concentração e lentidão. Em contrapartida, açúcar de mais pode te deixar nervoso e incapaz de se concentrar.

Mas, atenção: bolinhos, refrigerantes e outros alimentos que tenham açúcar refinado causam um impulso de energia que dura apenas 20 minutos, enquanto a aveia, arroz integral e outros alimentos que contenham carboidratos complexos liberam sua energia lentamente, o que lhe permite manter o seu foco. Escolha bem!

10. Juntar tudo isso
Bem, se um só mau hábito te ajuda a procrastinar, atrapalhando sua produtividade… Imagina todos eles juntos? Trabalhe o autoconhecimento e o autocontrole e desfrute das consequências positivas disso.

Comentários
Carregando