Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Conheça as piores modas para a saúde

0

É de comum conhecimento que algumas peças de roupa são altamente prejudiciais para a saúde. Mas sabe quais são?

Nem sempre a moda prioriza o conforto, o bem-estar e a saúde. Por vezes, as peças são belíssimas, mas podem fazer muito mal, como foi o caso da australiana que ficou sem andar por causa do uso de caça jeans tipo skinny (leia mais sobre o caso abaixo).

Segundo o Greenpeace, algumas roupas esportivas podem ser também um atentado para a saúde, uma vez que a transpiração e a fricção podem acelerar a absorção das toxinas presentes nos tecidos.

Também os corpets, as gravatas e ospiercings podem ser prejudiciais para a saúde, bem como os sapatos de salto alto, que tanto atormentam as mulheres e o seu bem-estar diário.

Mas a lista de roupas da moda que fazem mal à saúde está longe de terminar. Asbolsas grandes e cada vez mais pesadas que as mulheres usam apenas num ombro, as mochilas da escola dos mais novos que por vezes têm quase metade do seu peso corporal e o hábito de usar a carteira no bolso de trás da calça são outros exemplos de como a moda pode ser penosa para a saúde e conforto.

O site Bustle acrescenta mais alguns nomes à lista de inimigos e mostra como aquilo que é bonito ou que fica bem nem sempre é a melhor opção para o dia-a-dia. É o que acontece com os brincos: quando pesados, podem causar um alargamento do orifício ou até mesmo levar ao rompimento da região; quando feitos com metal barato, podem causar infecções e reações alérgicas.

Para quem não usa saltos altos, as sapatilhas são muitas vezes a opção predileta, mas aqui a emenda pode ser pior do que o soneto, uma vez que este calçado raso não tem qualquer tipo de amortecimento ou suporte, deixando o calcanhar à mercê do peso corporal da pessoa e do tipo de piso que calça.

Usar biquíni ou calcinha fio dental é também um hábito do sexo feminino, mas um dos mais nocivos para a saúde vaginal, uma vez que este tipo de roupa íntima aumenta o risco de infecções do que as tradicionais calcinhas, que são feitas de algodão. Dormir com lingerie é também desaconselhado.

As badaladas calças de cintura alta são outro atentado para a saúde, diz o site Bustle, que recorre ao depoimento do médico Scott Schreiber para justificar a inclusão desta peça de roupa na lista de principais inimigos.

De acordo com o especialista, “as calças de cintura alta são conhecidas por exercer pressão no abdômen, o que pode causar azia”. Mas não só: “Estas calças também farão com que respire de forma irregular, enfraquecendo os músculos”.

Mulher fica sem andar por uso de calça jeans modelo “skinny”

No sul da Austrália, uma mulher de 35 anos deu entrada no Hospital Royal Adelaide com uma fraqueza grave nos tornozelos. Após uma série de exames, ficou demonstrado que o uso de calça jeans estilo “skinny”, um modelo muito justo ao corpo, foi o responsável pela lesão.

O caso foi descrito em um artigo na revista científica “Journal of Neurology, Neurosurgery & Psychiatry”. Segundo os médicos que prestaram o atendimento, a mulher tinha passado o dia ajudando um familiar em uma mudança e permanecera muito tempo em posição agachada, esvaziando prateleiras. Suas panturrilhas estavam tão inchadas que foi preciso cortar a calça para tirá-la.

Durante o dia, a paciente sentiu que a calça se tornava mais apertada e desconfortável. À noite, o pé ficou dormente enquanto ela caminhava, o que a fez tropeçar e cair. Após o incidente, ela não conseguia levantar-se e permaneceu por várias horas no chão, até que alguém a encontrou e a ajudou.

Depois de quatro dias de internação recebendo hidratação intravenosa, a paciente conseguiu andar novamente sem ajuda e recebeu alta.

Comentários
Carregando