Conselheiro tutelar de Vitória (ES) é indiciado por assédio sexual contra estagiário

Um conselheiro tutelar de Vitória, de 40 anos, foi indiciado por assédio sexual cometido contra um estagiário de 16 anos. Ele foi afastado da função e a vítima foi remanejada para outro setor.

O delegado responsável pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Lorenzo Pazolini, contou que a aproximação começou no carnaval deste ano, um mês depois da entrada do estagiário no Conselho Tutelar de Vitória.

O indiciado convidou a vítima para participar do Carnaval de Vitória, no Sambão do Povo. Na semana seguinte, o estagiário foi convidado para passar o período na casa do conselheiro em Praia Grande, em Fundão.

A vítima aceitou o convite e acreditava que outros colegas de trabalho estariam presentes, o que não aconteceu. Durante a comemoração na casa, outros convidados e o conselheiro consumiram bebida alcoólica, que foi oferecida para ele. À noite, o indiciado foi até o quarto onde o estagiário estava e tentou ter uma relação sexual com ele, que reagiu.

O crime de tentativa de estupro e de oferecer bebida alcoólica para menor de idade, ocorridos na ocasião, são investigados pela Delegacia de Polícia de Fundão. A denúncia de assédio sexual chegou à DPCA em junho, meses depois do fato, quando o conselheiro saiu de férias.

Pazolini explica que o crime de assédio sexual se caracteriza pela hierarquia profissional existente nesse caso, em que o conselheiro usou sua função para tentar constranger o estagiário e obter vantagens.

“No começo, ele elogiava muito o desempenho profissional da vítima. Depois da negativa da relação, ele começou a constranger o estagiário para tentar rescindir o contrato”, disse o delegado.

Fonte: g1/es

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta