CPI dos frigoríficos não vai retroceder, diz Maurão em entrevista

A arroba do boi em Rondônia nunca esteve tão baixa, o que prejudica a nossa economia

Durante entrevista na manhã deste sábado (19), à rádio Verde Amazônia, em Ariquemes, o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB) e o deputado estadual Adelino Follador (DEM), asseguraram que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instalada na Assembleia para apurar a suposta formação de cartel pelos frigoríficos, não vai retroceder.

“Baixaram o preço da carne para o produtor, mas para o consumidor, a carne continua com preço alto nos açougues e mercados. A arroba do boi em Rondônia nunca esteve tão baixa, o que prejudica a nossa economia”, disse Maurão.

Para o presidente, “a Assembleia discutiu essa crise com os criadores, propusemos a baixa da pauta do boi em pé, para venda fora de Rondônia, e instalamos a CPI para apurar a possível formação de cartel pelos frigoríficos”.

Maurão avaliou que a concessão de incentivos fiscais aos frigoríficos, pelo Governo, precisa ser revista. “O incentivo seria para gerar emprego, garantir mercados para o nosso produto, entre outros benefícios. O que não está ocorrendo, pelo contrário”.

O deputado Adelino acrescentou que, nos últimos meses, a venda de gado em pé, principalmente para São Paulo, tem mostrado que o criador vender seu gado em Rondônia está sendo um mal negócio. “Levando um bezerro para São Paulo e pagando todas as taxas e impostos, ainda assim o lucro é superior a R$ 100 por cabeça, se comparado ao preço praticado em Rondônia. A CPI está apurando essa suposta formação de cartel, com o fechamento de plantas frigoríficas e a prática de preços combinados, prejudicando os criadores e a economia do Estado”, completou.

Follador denunciou que a maior parte das mais de 120 mil propriedades de Rondônia é formada por pequenos produtores. “É quem tem poucas cabeças para criar, vender e sustentar suas famílias. São esses que mais estão sofrendo com essa ação prejudicial dos frigoríficos”. Adelino garantiu que os membros da CPI estão empenhados em apurar a real situação da cadeia da carne. “Não podemos recuar. Não se trata de uma ação partidária, mas sim de um posicionamento em defesa dos criadores e do nosso rebanho, que é responsável por gerar empregos e pela maior fatia da exportação de Rondônia”.

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta