Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Criança de 2 anos é internada com infestação de larvas na cabeça no Grande Recife

De acordo com o conselheiro tutelar Eurico Guedes, que acompanha a criança, é um típico caso de negligência. Menina foi levada para o Hospital Tricentenário, em Olinda, no domingo (22).

0

Uma menina, de 2 anos, está internada, desde o domingo (22), no Hospital Tricentenário, em Olinda, no Grande Recife, com uma infestação de larvas na cabeça. De acordo com o conselheiro tutelar Eurico Guedes, que acompanha a criança, a situação é um típico caso de negligência. A mãe, de 21, levou a filha ao médico por causa de piolhos, mas não fez o tratamento indicado em casa.

“É negligência, falta de cuidado, porque só levar a criança ao médico não quer dizer nada. Você precisa ir e cuidar em casa. Não adianta dizer que a culpa é do médico”, pontuou o conselheiro. Ele disse que esse é o terceiro caso do tipo em Olinda, este ano. “É revoltante”, completou.

A menina mora com a mãe em Jardim Atlântico, um bairro considerado de classe média. “Isso que é mais absurdo. É negligência pura. Você olhando a casa, limpa e arrumada, não imaginaria uma coisa dessas”, comentou Eurico.

Na casa, ainda mora a família do marido da mãe, que é presidiário, segundo o conselheiro. Foi a sogra da mãe que notou as larvas e levou a criança para o hospital no domingo (22).

Segundo o diretor técnico da unidade de saúde, João Veiga, as larvas foram causadas por uma infestação de piolhos. “Foram tiradas todas as larvas e fizemos uma limpeza no local. Ela está tomando antibiótico por causa das feridas e das larvas”, disse.

O médico informou ainda que não foi preciso levar a paciente para o bloco cirúrgico. A equipe vai começar uma medicação para acabar com a infestação de piolhos.

A menina é a caçula de duas irmãs. A outra, de três anos, mora com o pai. “O pai está com ela no hospital. Agora, ele vai ficar com as duas”, adiantou Eurico.

O Conselho Tutelar de Olinda afirmou que vai encaminhar o caso para o Ministério Público de Pernambuco e registrará um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Peixinhos, no município, ainda na manhã desta segunda-feira (23).

Fonte: g1

Comentários
Carregando