Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Crianças se penduram em suporte, TV tomba e mata garoto de 4 anos

0

Acidente aconteceu na tarde de quarta-feira (25) ; um outro menino da mesma idade ficou ferido levemente no acidente

Será enterrado na manhã desta sexta-feira (27) o garoto Ryan Galvão, de 4 anos, que morreu depois de se pendurar juntamente com um coleguinha no suporte de uma televisão e ter o corpo atingido pelo objeto, na tarde de quarta-feira (25), dentro da escola em que estudava, em Governador Valadares, na região do Rio Doce.

O acidente aconteceu por volta 15h, horário em que os pais chegavam para buscar as crianças na Escola Municipal Jardim Kennedy, que passou a funcionar em um espaço da paróquia da igreja católica do bairro São Geraldo desde que o prédio anterior foi destruído pelas chuvas de 2013. Todas as escolas da cidade são de tempo integral, de 7h às 17h. Entretanto, por não ter condições para as crianças tomarem banho, foi decidido que exclusivamente nesta unidade educacional os pais poderiam pegar os filhos neste horário.

De acordo com o secretário Municipal de Educação, Jaider Batista, a mãe do garoto, de 30 anos, já estava na escola para buscá-lo quando a tragédia aconteceu. “A professora dele está em choque, sob efeito de medicamentos, assim como a diretora que está sob cuidados médicos. Pude ouvir somente a mãe do Ryan, que disse que chegou a ver o filho, que ele sorriu e brincou com ela, e depois saiu correndo com um coleguinha. Depois disso ela só ouviu os gritos e descobriu o que ocorreu”, contou.

A família do garoto, que era filho único, se mudou para Valadares este ano vindos da cidade de Guarapari, no Espírito Santo. “Ao que tudo indica os dois se penduraram no suporte da TV, que é desta antigas, bem pesadas, e ela acabou tombando sobre ele. O outro menino teve apenas um corte no rosto, mas o peso atingiu o abdome do Ryan, causando um traumatismo interno. Muitas crianças já devem ter se pendurado, mas sempre sob o olhar de alguém para reprimir. É a nossa obrigação não perder os pequenos de vista, mas ontem na confusão da saída acabou acontecendo”, afirmou Batista.

Na turma de Ryan estudavam 15 crianças, um número baixo comparado com as demais turmas para esta idade, que geralmente tem mais de 20 alunos. Segundo o secretário, a diretora acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que encontrou a criança tendo uma parada cardíaca. “Eles o reanimaram e levaram para o Hospital Municipal. Até às 23h foi uma luta na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) infantil para tentar mantê-lo vivo, mas infelizmente não foi o suficiente”, lamentou o secretário.

Processo deverá ser aberto na segunda-feira

Ainda de acordo com a secretaria de educação da cidade, até esta sexta-feira a preocupação inicial é prestar todo o apoio à família da criança e aos professores, que estão bastante abalados. Somente a partir da próxima segunda-feira (30) um processo administrativo deverá ser aberto para apurar se houve responsabilidade de alguém no ocorrido. As aulas também deverão voltar ao normal na próxima semana.

Segundo Batista, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) já esteve nesta quinta-feira (26) no local do acidente e também deverá iniciar uma apuração dos fatos. O velório do garoto Ryan começou às 17h na Igreja Metodista Central e o enterro acontecerá no Cemitério da Paz, em Governador Valadares, às 9h desta sexta-feira.

Comentários
Carregando