Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Suco Verde e os cuidados com a dieta detox

0

Utilizado nas dietas detox, por conta de suas propriedades antioxidantes, o suco verde tem sido consumido indiscriminadamente. Na ânsia de perder peso e desinchar rapidamente, muitas pessoas têm substituído refeições por copos do suco, o que pode ser extremamente prejudicial à saúde. O consumo incorreto, sem o cuidado e orientação médica e nutricional necessária, é um risco.

Segundo a nutricionista Luciana Harfenist, especialista em nutrição esportiva e ortomolecurar, do Rio, a falta de orientação sobre os ingredientes utilizados no suco (os mais comuns são couve, rúcula, espinafre e brócolis), realmente pode transformar o aliado da dieta em vilão.

Luciana explica que a desinformação em relação aos ingredientes pode agravar alguns transtornos pré-existentes, como gastrite, úlcera, colón irritável e doença inflamatória intestinal. Além disso, é fundamental conhecer a procedência dos legumes e verduras consumidos. Muito do que é encontrado nos hortifrútis vem de áreas sem rede de esgoto, o que pode gerar a contaminação por parasitas transmitidos pela água”, anota.

De acordo com a nutricionista, a contaminação por vegetais usados em sucos verdes é mais comum do que se imagina. Além do desconhecimento da origem dos alimentos, a falta de higienização adequada também é um grave problema. “A contaminação dos alimentos pode ocorrer por meio da forma inapropriada de preparação, armazenamento ou manipulação dos alimentos e no próprio ambiente onde são produzidos”, orienta Luciana.

Entre os principais agentes biológicos capazes de causar doenças estão os vírus da hepatite A, os protozoários, os vermes, os fungos, e as toxinas microbianas. A recomendação do Ministério da Saúde é que as frutas consumidas com casca e as verduras cruas sejam higienizadas, ficando de molho em soluções à base de cloro. “Também é aconselhado o uso de produtos especiais para limpeza desses alimentos, feitos com hipoclorito de sódio”, indica.

Luciana alerta que no desespero para emagrecer muitas pessoas acabam fazendo do suco verde uma refeição. E aí que está o problema. Se consumido de maneira incorreta, e se a pessoa já possuir predisposição para algumas doenças, ele pode causar complicações à saúde.
“Os nutrientes são muito concentrados em sucos e, quando ingeridos com muita frequência, podem agravar condições pré-existentes”, explica. Por exemplo, a ação bociogênica da couve pode interferir negativamente no metabolismo da tireoide. Por isso, pessoas com hipotireoidismo ou com histórico familiar da doença não devem consumir a verdura. “Pense no quanto de couve e de outros alimentos são utilizados na preparação do suco. Você consumiria tudo isso -em sua versão sólida- ao mesmo tempo?”, questiona.

Portanto, se você possuiu alguma predisposição ao hipotireoidismo ou a outra doença, procure orientação médica especializada antes de se render ao suco verde ou a outras dietas da moda. O consumo ocasional dele, segundo a especialista, não oferece riscos. Mas cuidado com a higienização dos ingredientes. Até semana que vem!

Comentários
Carregando