Delação de dono da OAS é mais “perigosa” que de Odebrecht

“O Léo vai mais no pessoal”, afirma um interlocutor de Pinheiro, da OAS

Nos bastidores da política, a delação premiada de Léo Pinheiro, dono da OAS, é mais temida do que a de Marcelo Odebrecht, segundo informou a jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo. O motivo é que Pinheiro possui mais informações pessoais sobre os envolvidos com quem ele fez algum tipo de negócio, ao contrário de Marcelo, que não se envolvia diretamente com negociações.

Interlocutores do empreiteiro que sabem detalhes das negociações da delação do dono da OAS justificaram o medo dos políticos. “O Léo vai mais no pessoal”, afirma um dos contatos de Pinheiro.

Ainda de acordo com Bergamo, um dos exemplos da ligação pessoal de Léo Pinheiro é o apartamento do Guarujá. A reforma do imóvel estava sendo negociada com o ex-presidente Lula e o empreiteiro cuidava diretamente de detalhes da decoração do empreendimento.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta