Delação premiada coloca acadêmicos de Medicina de RO sob suspeita

Em janeiro de 2017 a Polícia Civil de Rondônia prendeu três pessoas por fraudes no vestibular de Medicina. Em março eles foram condenados à penas que variavam entre 4 e 5 anos de prisão para quem comprou os aparelhos utilizados na fraude, que consistia no envio das respostas por ponto eletrônico, além de uma multa que também deve ser cobrada.

Os condenados puderam recorrer da decisão e apenas um deles pode aguardar o recurso em liberdade. E ele conseguiu isso graças a uma delação premiada, onde ele entregou cerca de 50 nomes de acadêmicos que estão cursando Medicina e terão que se explicar em breve.

O bando cobrava até R$ 90 mil de cada “cliente” e vinha agindo também em outros Estados, como Minas Gerais.

As investigações estão em andamento, sob sigilo.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta