Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Denarc prende cerca de 20 suspeitos

0

A Polícia Civil de Rondônia, através do Departamento de Narcóticos (Denarc), de Porto Velho, finalizou na manhã desta quinta-feira (14/08) a operação “Fariseu”, que teve por objetivo apurar a ação de uma suposta organização criminosa responsável por vender e distribuir grandes quantidades de entorpecente em Porto Velho e outras regiões.
A operação recebeu a denominação “Fariseu” devido ao fato de todos os investigados viverem de aparência, tendo inclusive, um deles, após ter sido recolhido ao cárcere, se tornado um religioso dentro daquela unidade prisional. Contudo, em nenhum momento deixou de praticar o tráfico de drogas nesta capital.
Esta ação foi comandada pelo delegado Daniel Braga Batista, que juntamente com sua equipe trabalhou intensamente por aproximadamente 3 (três) meses. Neste ínterim foram realizadas cinco apreensões de drogas, sendo apreendidos cerca de 24 quilos de entorpecente (cocaína e maconha), além de 7 veículos.
Na manhã desta quinta-feira (14) foram cumpridos 12 mandados de prisões e 12 mandados de busca e apreensão, sendo que o Denarc de Porto Velho contou com o apoio dos policiais de Guajará-Mirim para cumprir 2 (dois) destes mandados de prisão naquele município.

Durante os três meses em que a operação foi desencadeada foram presos ao total 19 pessoas acusadas de tráfico de drogas,
Segundo apurou-se os supostos líderes dessa organização criminosa, mesmo estando presos, continuavam comandando, de dentro do presídio, o tráfico de drogas em Porto Velho e adjacências, os quais através de familiares gerenciavam o esquema de distribuição e guarda do entorpecente. Isso demonstra que mesmo com as prisões e apreensões a organização criminosa não interrompe suas atividades ilícitas, mesmo assim os policiais do Denarc trabalham arduamente no combate ao tráfico.
Os policiais do Denarc continuam trabalhando intensamente no combate ao narcotráfico, beneficiando assim a população como um todo, haja vista que o tráfico induz à prática de outros crimes. A Direção Geral de Polícia Civil parabenizou todos os policiais envolvidos nesta operação e passará à SEJUS as devidas informações visando cessar as atividades ligadas à prática do narcotráfico por pessoas presas, bem como de seus familiares.
Fonte: Ascom PC-RO

Comentários
Carregando