fbpx
Depois de mais de oito horas, termina rebelião no Centro de Ressocialização

Terminou por volta das 03h30 da manhã desta quinta-feira, 31, depois de mais de oito horas, a rebelião no Centro de Ressocialização Cone Sul, presídio vilhenense considerado modelo.

Segundo informações, o motim começou próximo das 20h quando presos romperam as grades da cela e tiveram acesso ao corredor e abriram outras celas. A informação foi confirmada na madrugada pelo Comandente do 3º PBM, Tenente Coronel Gonçalves, que estava no interior do presídio. “Houve um rompimento de grades e os presos subiram para aonde ficam os agentes e abriram as celas, essa é a informação que a gente tem”, disse o Tenente Coronel.

O comandante descreveu a destruição no interior do presídio. “Está bem destruído, colchões foram queimados, banheiros e cadeiras quebradas, e parte do forro derreteu por causa das labaredas, mas a estrutura do prédio não foi afetada”, disse o Comandante.

Gonçalves revelou que os detentos foram encaminhados para o local destinado ao banho de sol, e o procedimento agora é o de revista nas celas.

Uma fonte afirmou que pelo menos seis detentos foram socorridos ao Hospital Regional para receberem cuidados médicos. “Não tem ninguém ferido grave”, disse o Comandante.

Até que as coisas se acalmem, segundo o comandante do 3º BPM, a segurança no presídio será reforçada por policiais militares.

Além de falar com a imprensa, o comandante também, na medida do possível, tranqüilizava os familiares repassando informação obre a situação no interior do presídio.

 

Fonte: FS

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta