Deputado Edson Martins quer extensão universitária presente em municípios de Rondônia

O Deputado Edson Martins (PMDB), 1º Vice-presidente da Assembleia Legislativa, apresentou projeto de lei que tem por finalidade autorizar, no âmbito do Estado de Rondônia, o uso por instituições de ensino público ou privado de auditórios, salas de aulas, laboratórios, hospitais, clínicas, unidades básicas de saúde, pertencentes à rede pública de ensino e saúde estadual ou conveniadas. A medida tem como finalidade exclusiva educacional de inclusão social por programas de extensão universitária em disciplinas livres e modulares semipresenciais com registro e autorização de seu funcionamento pelo Ministério da Educação (MEC).

Ao justificar o projeto, o deputado Edson Martins disse que o objetivo é possibilitar a entidades de ensino superior pública ou privada, para que possam disponibilizar aos jovens que concluam o ensino médio a chance de ingressar e concluir o ensino superior, bem como promover a inclusão social de muitos rondonienses.

Atualmente, vários jovens do interior do nosso Estado, para ter acesso ao ensino superior, têm que se deslocar por vários quilômetros para as cidades que estão estruturadas com faculdades privadas e a Universidade Federal de Rondônia.

A proposta tem o intuito de fomentar a instituições de ensino superior no sentido de possam disponibilizar seus cursos aos cidadãos residentes em regiões que não contenham essa educacional, “evitando assim que muitos dos estudantes encerrem a trajetória escolar apenas concluindo o ensino médio”, destacou o parlamentar peemedebista.

O deputado Edson Martins argumentou, ainda, que hoje Rondônia necessita formar não somente professores, mas também profissionais das diversas áreas de ensino superior, tanto em cursos de licenciatura como de bacharelado.

Observou que o custo para levar um empreendimento de ensino superior público ou privado aos 52 municípios de Rondônia é altíssimo. Por isso, assegurou ser necessário fazer uso das tecnologias, estratégias, criatividades, parcerias, entre outras, para que o ensino superior chegue a todos os municípios e distritos do Estado.

O parlamentar recordou que, no final dos anos 70, durante os anos 80 e até início dos anos 90, Rondônia ganhou uma imensa parcela de docentes formados pela Universidade Federal do Pará com os seus cursos de extensão e modulares, o que proporcionou a formação de profissionais do magistério na estruturação do quadro de educadores do Estado.

Porém, deixou claro que a realidade estadual é outra e as possibilidades de ensino-aprendizagem precisam ser oportunizadas a quem almeja degrau maior na vida acadêmica rondoniense.

Assessoria.

Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

Deixe uma resposta