Deputado “fecha” curso na Escola do Legislativo apenas para indicados

Em outubro, a Escola do Legislativo, entidade mantida com recursos públicos, deveria abrir 601 vagas em 17 cursos nas mais diversas áreas. Porém, uma turma em especial será fechada, a de marketing político em redes sociais, que será oferecida apenas para o gabinete do deputado estadual Jesuíno Boabaid (PMN), que já foi denunciado por suposta improbidade administrativa no Ministério Público.

O curso “fechado” acontece entre os dias 23 a 27.

Os cursos oferecidos pela Escola do Legislativo são direcionados para servidores da Assembleia e Câmara de Vereadores, as inscrições são gratuitas, mas deveriam ser abertas a todos.

A conclusão que se chega é a de que o parlamentar deve investir em marketing político nas redes sociais para as eleições de 2018, capacitando profissionais usando recursos públicos.

A assembleia não informou quantas vagas estarão disponíveis para o gabinete do parlamentar. As informações são da própria assessoria da Casa.

Publicação no site da ALE revela que curso será fechado para indicados do gabinete
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta