Deputados tentam justificar aumento do repasse ao Iperon

Deputados tentam justificar aumento do repasse ao Iperon

Eles aprovaram reajuste de 11 para 14% e servidores estão revoltados.

O deputado Laerte Gomes (PSDB) disse que há informações desencontradas sobre a votação que decidiu pelo aumento da contribuição ao Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (Iperon). Ele afirmou que os parlamentares defenderam os interesses dos funcionários públicos, escalonando o aumento do percentual.

De acordo com Laerte Gomes, de acordo com a proposta encaminhada pelo governo, a contribuição do servidor aumentaria de 11% para 13%. Os deputados conseguiram que o aumento fosse escalonado, passando para 11,5% em 2017; 12,5% em 2018 e 13,5% em 2019. Enquanto isso, a contribuição do governo passará para 14,5%.

O parlamentar disse que todo aumento é dolorido, mas lembrou que, se isso não acontecer, em cinco ou seis anos o Iperon não terá mais condições de continuar honrando seus compromissos. “Os deputados precisam ter responsabilidade. Se negássemos o aumento, logo não seria mais possível pagar as aposentadorias. É muito mais fácil pregar moralidade em discurso, mas o correto é agir para evitar o colapso do instituto”, explicou Laerte.

Laerte explica que deputados estaduais defenderam servidores em votação Caso não houvesse aumento na contribuição, Iperon poderia entrar em colapso em seis anos

Ele lembrou, ainda, que a necessidade de aumentar o percentual da contribuição foi aprovado pelo Conselho Superior do Iperon, composto, dentre outras pessoas, pelo presidente do Tribunal de Justiça; presidente do Tribunal de Conta e procurador geral do Ministério Público.

 

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Anterior «
Próximo »

Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

  • facebook
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília