Deputados transformam Comissão Especial em CPI para investigar governador de MS

Comissão Especial da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, criada para investigar o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), foi transformada em Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

A mudança foi definida durante sessão desta quarta-feira (14), após solicitação dos membros da Comissão, segundo a assessoria de imprensa da Casa de Leis.

O objetivo da CPI é investigar o governador de Mato Grosso do Sul por crime de responsabilidade. Reinaldo Azambuja aparece na delação dos donos da JBS à operação Lava Jato. Segundo eles, o chefe do Executivo estadual teria recebido propina para conceder incentivos fiscais à empresa. O governador nega.

A assessoria do governo do estado informou que não vai se posicionar sobre a criação da CPI e que respeita a autonomia dos poderes.

Segundo os deputados, a CPI tem mais poder jurídico para investigar, requisitar documentos e convocar pessoas para prestar depoimentos, por isso, o pedido de transformação.

A assessoria de imprensa da Casa de Leis informou ao G1 que a transformação foi autorizada pelo jurídico da Casa de Leis, mas, a publicação deve sair somente no Diário Oficial da próxima terça-feira (20).

Os membros da CPI já foram indicados pelos partidos e serão cinco deputados: Paulo Siufiu (PMDB) e Eduardo Rocha (PMDB), Pedro Kemp (PT), Flávio Kayat (PSDB), Paulo Corrêa (PR).

A primeira reunião para definir o presidente e o relator da CPI foi marcada para terça-feira (14).

Fonte: g1/ms
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta