• Homepage
  • >
  • Internet
  • >
  • ‘Desafio da água quente’: Popular no YouTube, ‘brincadeira’ já causou ferimentos e uma morte

‘Desafio da água quente’: Popular no YouTube, ‘brincadeira’ já causou ferimentos e uma morte

'Desafio da água quente': Popular no YouTube, 'brincadeira' já causou ferimentos e uma morte

O desafio consiste em jogar água fervendo em um amigo despreparado, ou instigar a beber a água por meio de um canudo

Um desafio que circula nas redes sociais e faz sucesso entre jovens está causando graves problemas. O Hot Water Challenge, ou ‘desafio da água quente‘, consiste em jogar água fervente de surpresa em um amigo, gravar o momento  e compartilhar no YouTube. Em outros casos, o objetivo é beber água em altíssima temperatura.

A ‘brincadeira’, porém, já causou queimaduras graves e, recentemente, levou uma menina de oito anos à morte. No fim de julho, Ki’ari Pope, da Flórida, tinha apenas oito anos quando sua prima a desafiou a beber água fervente por meio de um canudo. Ki’ari queimou a boca e a garganta, teve de ser levada ao hospital, onde passou por uma traqueostomia. Mesmo após a cirurgia, ela teve problemas respiratórios, ficou inconsciente e morreu poucas horas depois.

Na última segunda-feira, 7, a novaiorquina Jamoneisha Merritt, de 11 anos, sofreu queimaduras sérias quando seus amigos jogaram água fervente em seu rosto enquanto dormia. No mês passado, Wesley Smith, de dez anos, também foi queimado quando ele e seu irmão fizeram o desafio.

Os pais das vítimas agora estão se unindo com outros pais, mães e cuidadores para alertar sobre os perigos de reproduzir desafios publicados na internet, principalmente no YouTube. “Pais, falem com seus filhos sobre esses desafios. Não dê um celular para eles e deixe-os sozinhos. Fiquem atentos ao que eles estão fazendo”, pediu a tia de Ki’ari, Diane Johnson, à CBS.

Fonte: emais.estadao

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet