Descarrilamento de metrô na Rússia mata pelo menos 20

O descarrilamento de três vagões de um trem do metrô de Moscou deixou pelo menos 20 mortos e mais de 100 feridos na manhã desta terça-feira.

Citado pela agência Interfaz, o vice-prefeito de Moscou, Piotr Biryukov, informou que 149 pessoas solicitaram atendimento médico. Delas, 106 foram hospitalizadas, incluindo o condutor do trem acidentado.

Uma fonte do Ministério para Situações de Emergência do país disse à agência RIA Novosti que, entre os hospitalizados, “50 se encontram em estado grave”.

O incidente aconteceu entre as estações Park Pobedy e Slavyansky Bulvar, na capital da Rússia, e muitos passageiros teriam ficado presos no trem dentro de um túnel.

De acordo com o Ministério para Situações de Emergência, o acidente aconteceu devido a uma queda brusca da tensão elétrica, que provocou um erro no sistema de sinalização e a frenagem repentina do trem.

Ao menos 40 ambulâncias e oito helicópteros foram acionadas para a estação Slavianski Bulvar, a mais próxima do local onde aconteceu o descarrilamento e de onde foram retiradas mais de 350 pessoas, para prestar os primeiros socorros.

As autoridades organizaram o serviço de ônibus para transportar os passageiros entre as estações afetadas pelo acidente.

O incidente desta terça-feira é o mais grave no metrô de Moscou nos últimos dois anos. No dia 5 de junho de 2012, um incêndio entre as estações centrais Biblioteka Lenina e Okhotnyi Riad obrigou a evacuação de mais de 4,5 mil passageiros.

Fonte: Terra

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta