fbpx
Descaso de presidente da Caerd gera prejuízos milionários à companhia

Empresa não repassa contribuição sindical descontado dos servidores; decisões geram multas de R$ 50 mil/dia

Brasília – O descaso com o dinheiro público e a gestão criminosa de Iacira Azamor vem gerando prejuízos milionários à Caerd, empresa que vem sofrendo desmonte proposital para ser privatizada a baixo custo.

Em 2016, a Caerd deixou de enviar representantes em audiência na justiça para justificar o não pagamento de repasses ao Sindicato dos Urbanitários, que é descontado na folha de pagamento dos servidores.

A audiência aconteceu no dia 13 de outubro e o juiz José Roberto Coelho Mendes, da justiça do Trabalho, apontou, “diante da ausência injustificada do réu, aplico-lhe a pena de revelia, nos termos do art. 319 do CPC e Súmula 122 do colendo TST”.

A Caerd, de acordo com o Sindur, vem reiteradamente deixando de repassar a contribuição, e só repassa após decisões judiciais, que implicam em multas para a companhia, gerando prejuízos com dinheiro público, já que essas multas são pagas com recursos públicos.

A gestão criminosa de Iacira vem sendo chancelada pelo governo e pelos órgãos de fiscalização que fazem vista grossa a todos os desmandos que ocorrem na companhia.

Uma das últimas decisões da justiça do trabalho, resultou em multa de R$ 50 mil/dia, pelo não repasse das contribuições sindicais.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta