• Homepage
  • >
  • Economia
  • >
  • Devassa pode ser multada em R$ 6 milhões por publicidade abusiva

Devassa pode ser multada em R$ 6 milhões por publicidade abusiva

A Brasil Kirin, produtora da cerveja Devassa, pode ser multada em R$ 6 milhões pelo Ministério da Justiça. O motivo é uma propaganda em que, segundo as apurações, a marca compara mulheres negras a objetos de consumo.

Um anúncio da cerveja escura Tropical Dark coloca lado a lado uma garrafa da bebida e uma mulher negra, e traz os dizeres “É pelo corpo que se conhece a verdadeira negra”.

Em nota, o Ministério da Justiça afirma existirem “sérios indícios de abusividade na peça publicitária” e que, por isso, um processo administrativo sancionador foi aberto pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC). Segundo a pasta, foram consultados órgãos como a Secretaria de Políticas para as Mulheres, a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e o Conselho Federal de Psicologia.

“Na sociedade de consumo, a publicidade é um indicativo do padrão ético adotado pelas empresas para a oferta de produtos e serviços. Não se pode admitir que para vender um produto, sejam utilizadas mensagens discriminatórias, que reforçam estereótipos de gênero e étnico-raciais e contribuem para aprofundar desigualdades”, disse o diretor do DPDC, Amaury Oliva, em nota.

Em março, o  Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) já havia determinado a alteração no anúncio por concluir que nele havia “racismo, machismo e sexismo, entre outras infrações éticas”.

Em nota, a Brasil Kirin informou que não comenta processos jurídicos em andamento.

“A empresa reitera que conduz seu negócio com respeito e ética a todos os seus públicos e consumidores.”

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet