fbpx
Dilma afirma que Michel Temer corre com impeachment por medo de delação

A presidente afastada deu as declarações ao programa “Conexão Repórter”, no dia 4 deste mês

Em entrevista ao SBT, exibida na madrugada desta segunda-feira (22), a presidente afastada Dilma Rousseff disse que Michel Temer e seus aliados querem antecipar a votação do impeachment porque temem denúncias que os comprometam. Ela deu as declarações ao programa “Conexão Repórter”, no dia 4 deste mês.De acordo com o cronograma apresentado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a Casa iniciará a etapa final do processo de impeachment na quinta (25). A expectativa é de que o resultado saia entre os dias 30 e 31.

“Por que eles tem tanto interesse em antecipar, em dias, o impeachment? Para mim, eles têm medo de uma delação que mostre claramente qual é o grau de comprometimento de quem meu julgamento beneficia: o governo interino, provisório e ilegítimo”, observou Dilma.

“Meu governo não esteve associado à corrupção, até porque eu não testou associada à corrupção. Nunca tive conta rejeitada, a não ser agora, porque eles querem fazer o processo de impeachment”, complementou, fazendo menção a reprovação de suas contas pelo TCU (Tribunal de Contas da União), fato embrionário do processo de impeachment.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta