Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Dilma tenta abafar denúncias contra as usinas e se omite quanto a transposição dos servidores

0

O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho (PSD), ao se reportar hoje sobre a recente visita oficial da presidenta da república Dilma Roussef, disse que na realidade ela veio foi como advogada de defesa das usinas, numa tentativa de calar a boca dos rondonienses. Além disso, prosseguiu ele, fez pouco caso da bancada federal com relação, por exemplo, ao flagelo da transposição dos servidores para o quadro da União.

Para o deputado Hermínio Coelho, a visita da presidenta foi uma tentativa para diminuir ou eliminar o desgaste político dos seus aliados, diante dos estragos da enchente do Rio Madeira em pleno ano de campanha eleitoral. “Ela se esforçou na defesa das usinas, arranjou todo tipo de desculpas, culpou a Bolívia, o Rio Amazonas e até o Oceano Atlântico, e por último o próprio Rio Madeira que no seu entendimento é um rio novo e ainda em formação”, complementou.

De acordo com o presidente da ALE, deputado Hermínio Coelho ela fez pouco caso da população rondoniense, ignorou o sofrimento das vítimas das enchentes, anunciou a disponibilidade de alguns programas federais para promover o assistencialismo momentâneo, mas não acenou com uma posição concreta para resolver o problema de milhares de pessoas, vítimas das aberrações praticadas pelas usinas, que inclusive sem nenhuma autorização aumentou a altura da barragem sem preocupar com os impactos.

Ainda de acordo com o deputado Hermínio Coelho, a presidenta foi arrogante, prepotente e ironizou a todos. “Ao perceber que Rondônia tem uma bancada federal fraca, inexpressiva e vendida, ela não se esforçou muito para justificar a enchente do Rio Madeira. “Ela fez uso de uma “estorinha infantil do lobo mal e da ovelhinha, pois enquanto o lobo mesmo se encontrando na parte alta do rio reclamou que a ovelhinha estava sujando a água que consumia. Isto é uma vergonha, e enquanto isto os senadores ainda achavam graça”, complementou.

TRANSPOSIÇÃO

O deputado Hermínio Coelho citou ainda o desrespeito da presidenta Dilma Roussef para com Rondônia, ao se negar a falar durante a visita ao Estado, com relação a transposição dos servidores públicos para o quadro funcional da União. “Mais uma vez o governador do Estado e a bancada federal perderam uma ótima oportunidade de cobrar o que é de direito dos rondonienses”, afirmou.

Ele considerou uma covardia a atitude do senador Valdir Raupp (PMDB), que diante da recusa pública da presidenta em falar sobre a forma como os servidores estão sendo tratados e a demora excessiva no processo de transposição, o parlamentar ainda achou graça. “A cena exibida pela televisão oficial da Presidência da República, mostrando o senador Valdir Raupp achando graça quando a presidenta se recusou a falar sobre a transposição, só demonstra e comprova como é preciso renovar a classe política, e que este elemento não está e nunca esteve comprometido com o povo rondoniense”, declarou.

Ao concluir, enfatizou o deputado, que Rondônia não quer esmola, quer dignidade, respeito, e rechaça qualquer tipo de enganação, pois na realidade, o anúncio de FGTS é um benefício que não atende seguramente a grande maioria das pessoas. Além disso, prosseguiu, “a presidente teve uma ótima oportunidade de respeitar os direitos dos rondonienses, anunciando a transposição até 1991 e anistiando a dívida maldita do extinto Beron”.

Comentários
Carregando