Dinheiro da Ludus chegou a ser molhado teve que ser secado nota por nota

Durante as investigações da operação “Ludus” pelo Ministério Publico Estadual que mandou pra cadeia, o ex- diretor Geral do DER  Lucio Mosquini, atual deputado federal, o prefeito afastado de Ouro Preto Alex Testoni e vários membros da suposta organização criminosa, um fato curioso e “sui generis” chamou a atenção dos procuradores que investigaram o caso.

Leia também:

GRAVAÇÃO ENTRE MOSQUINI E CONFÚCIO COMPROVA QUE ESPAÇO ALTERNATIVO ERA “OBRA ELEITOREIRA”

EMPRESAS QUE GANHARAM LICITAÇÃO DO “ESPAÇO” NÃO TINHAM COMO EXECUTAR A OBRA

MOSQUINI DEVIA MAIS DE R$ 100 MIL A TESTONI

MOSQUINI TERIA REPASSADO R$ 334 MIL PARA LEBRÃO E EDSON MARTINS

POLÍCIA ENCONTROU CHEQUE DE MOSQUINI EM POSTO DE TESTONI

 

Segundo os procuradores, conforme conversa gravada com autorização judicial, os membros da organização criminosa Adiel, Noeli, Diego, e Fabio, foram pegar 200 mil Reais, que estava escondido em lugar inacessível,  para ser usado em casos de emergência, chegando lá o dinheiro estava todo molhado, e teve que ser secado e arrumado.

Vejam degravações das conversas obtidas com autorização Judicial

dinheirodinheiro2

 

Com informaçoes da Folha Rondoniense
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta