fbpx
Documento pode comprovar que eleições dos EUA foram hackeadas

Criminosos teriam acessado computadores dos dois partidos que disputavam as eleições, mas optaram por divulgar somente informações comprometedoras sobre Hillary Clinton.

Um documento divulgado recentemente no The Intercept comprova que a Agência Nacional de Segurança (NSA) seria capaz de identificar quem realizou os ataques hackers que teriam definido as últimas eleições norte-americanas.

O The Intercept chegou a esta conclusão ao verificar que a NSA já realizou este tipo de investigação anteriormente.

Isso aconteceu no caso do assassinato da jornalista russa Anna Politkovskaya, em 2006. A repórter foi morta com cinco tiros enquanto investigava um caso de abuso de poder das autoridades russas durante a Segunda Guerra Mundial. As investigações da NSA foram capazes de desvendar o caso.

De acordo com o “Engadget”, os criminosos acessaram computadores dos dois partidos que disputavam as eleições, mas optaram por divulgar somente os documentos que comprometiam a candidata Hillary Clinton.

Vale lembrar que o crime não tem relação com manipulação dos votos nas urnas, mas sim na influência da decisão dos eleitores. Assim, Trump foi poupado pelos invasores e Hillary prejudicada.

Toda a polêmica começou depois de um relatório da CIA vazar na internet. O documento revelava que Donald Trump foi ajudado por hackers russos, o que colocou em cheque a legitimidade do processo eleitoral nos Estados Unidos. Na ocasião, o presidente Barack Obama chegou a expulsar 35 diplomatas russos do país.

Fonte: noticiasaominuto

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta