fbpx
Dois presos morrem e 12 ficam feridos em motim na Penitenciária Ênio Pinheiro em Porto Velho

Dois detentos morreram e 12 ficaram feridos no motim ocorrido na Penitenciária Estadual Ênio dos Santos Pinheiro ocorrido no último sábado (13) em Porto Velho. A confirmação foi dada pela Secretaria Estadual de Justiça na manhã desta segunda-feira (15). Segundo a assessoria do Hospital de Pronto Socorro João Paulo II, para onde os feridos foram levados, seis permanecem internados em observação.

O motim aconteceu no último sábado (13) quando apenados atearam fogo em colchões dentro da penitenciária. O Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (Gape) foi chamado para conter o princípio de rebelião na unidade prisional. O início do motim foi por volta das 17h e, poucas horas depois, os presos já haviam sido contidos.

A assessoria do Hospital João Paulo II informou que 14 apenados foram encaminhados para a unidade de saúde, sendo que três passaram por cirurgia e estão estáveis, três estão em observação, e todos os outros receberam atendimento e voltaram para o presídio no mesmo dia.

Morte no Urso Branco

Um jovem de 22 anos foi morto dentro da Casa de Detenção José Mário Alves da Silva, conhecida como Urso Branco, na manhã de sábado (13) em Porto Velho. Segundo o boletim de ocorrência, uma denúncia anônima informou a um agente penitenciário que havia um corpo dentro do presídio e que um vídeo circulava pelas rede sociais mostrando o fato.

A Delegacia Especializada em delitos cometidos no Sistema Penitenciário (DEDCSP) informou por meio da Sejus, que o apenado foi morto por conta da rivalidade entre facções, segundo as investigações.

Fonte: g1/ro

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta