fbpx
Dos 24 acusados da Operação Clone, 7 já estavam presos; veja imagens dos detidos

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta terça-feira, 15 a Operação Clone, e prendeu 24 pessoas. Dessas, 7 já haviam sido presas anteriormente e cumprem pena ou aguardam sentença nos presídios. Ayrton Senna de Souza Barros, o “Seninha”; Alysson Vieira da Silva, preso em Buritis; Iossefe Pereira Silva, “Sese”; Laio de Oliveira Tatagiba, conhecido como ‘Gordão’; Max Castro Furtado, vulgo ‘Max’ ou ‘Chocolate’; Neemias Coimbra de Souza, o ‘Neemias’; Péricles Ferreira dos Santos e Railesson Siqueira Rodrigues, o ‘Menor’.

Foram encaminhados ao presíido Carlos Romário Almeida da Costa, o ‘Romário’; Catiane Abadias do Nascimento; Edson dos Santos Silva, conhecido como ‘Neno’; Gilcicléia Brito Façanha, conhecida como ‘Gil’; Gilmar Cavalcante Alvarenga, o ‘Gilmar’; Jhone Madson Andrade Melo, o ‘Madson’ e Robson Venâncio Monteiro, mais conhecido como ‘Rob’. Já Marlon Andrade Melo está hospitalizado e deverá seguir para a prisão quando tiver alta.

A ação da Polícia Civil visa combater três organizações criminosas atuantes em Rondônia, cuja finalidade é praticar crimes patrimoniais (furtos, roubos a veículos e residências, receptação etc), contra a fé pública (falsidade documental, falso reconhecimento de firma, adulteração de sinal identificador de veículos), contra o Estatuto do Desarmamento (porte, comércio e fornecimento ilegal de arma de fogo), e Lei Antidrogas (tráfico de entorpecente).

A investigação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) teve início em julho de 2015. Durante as investigações foram produzidas provas que comprovaram a existência e atuação dos grupos criminosos, com um total de 35 investigados.

“Os investigados, inicialmente, subtraiam o veículo escolhido mediante a utilização de um equipamento que inibe a ação do alarme conhecido por – chapolin, depois já com a posse do veículo, adulteram seus sinais identificadores, substituindo as placas, remarcando os vidros e, em alguns casos, remarcam, inclusive, o chassi”, explicou à delegada, Ingrid Brandão, o modus operandi da organização criminosa.

Foram mobilizados 190 policiais civis entre delegados, agentes e escrivães, em 48 viaturas. Foram apreendidos durante a ação, quatro pistolas calibre.40, um revólver calibre 38, munições e carregadores, rádio HT e diversos outros objetos utilizados para roubo a banco.

Advogado também foi preso

Entre os presos está o empresário e advogado Francisco Barros Neto, conhecido como ‘Chiquinho Cowboy’, proprietário da auto escola Fama. Desde que a polícia chegou em sua casa, que advogados da Comissão de Prerrogativas da OAB acompanham o empresário, que teve sua casa e empresa vasculhadas por determinação judicial.

Também foram presos e ainda estão na delegacia onde são ouvidos, além de Chiquinho, Eugênio Alves dos Santos, o ‘Zeno’; Geovanir Lima Pereira, ‘Neves; Jonatas Soares de Oliveira, conhecido como ‘Pedrinho’; Mário Fernandes Mendes Fialho, o ‘Teco’; Poli Alves dos Santos, o ‘pOli’ e Valnir Gonzaga de Leles Júnior, conhecido como ‘Valnir do Idaron’.

Abaixo as imagens dos presos da Operação Clone

Presos da Operação Clone
Presos da Operação Clone
clone2
Presos da Operação Clone
clone3
Presos da Operação Clone
clone4
Presos da Operação Clone
clone5
Presos da Operação Clone
clone6
Presos da Operação Clone
clone7
Presos da Operação Clone
clone8
Presos da Operação Clone
clone9
Presos da Operação Clone
clone10
Presos da Operação Clone
clone11
Presos da Operação Clone
clone12
Presos da Operação Clone
clone13
Presos da Operação Clone
clone14
Presos da Operação Clone
clone15
Presos da Operação Clone
clone16
Presos da Operação Clone

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta