Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Dunga é o novo técnico da seleção brasileira

0

Após quatro anos, Dunga está de volta à seleção brasileira. Na próxima terça-feira, a CBF oficializará o retorno do treinador que levou o Brasil até as quartas de final da Copa do Mundo de 2010. O comunicado será dado às 11h (de Brasília), em coletiva de imprensa, na nova sede da entidade, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.Dunga é o novo técnico da seleção brasileira.

Amado por alguns e contestado por outros, Dunga tem um aproveitamento positivo como técnico da Seleção: foram 60 partidas, 42 vitórias, 12 empates e apenas seis derrotas entre 2006 e 2010. Confira sete momentos marcantes da carreira dele como técnico do Brasil:

ESTREIA COMO TÉCNICO DA SELEÇÃO EM 2006

No dia 24 de julho de 2006, a CBF anunciou a contratação de Dunga como técnico. Substituindo Carlos Alberto Parreira, o gaúcho estreou com um empate contra a Noruega em 1 a 1, em Oslo, no dia 16 de agosto daquele ano. Foi o começo de um período vitorioso da Seleção que ainda teria pela frente a Copa América e as eliminatórias.

TÍTULO DA COPA AMÉRICA 2007

O primeiro título na era do comandante não demorou: no dia 15 de julho de 2007, o Brasil conquistou a Copa América, naquele ano disputada na Venezuela, com uma vitória empolgante sobre a Argentina, por 3 a 0, gols de Julio Baptista, Ayala (contra) e Daniel Alves.

ELIMINAÇÃO DAS OLIMPÍADAS 2008

A vingança argentina interrompeu a luta pelo inédito outro brasileiro nas Olimpíadas. Em Pequim, na China, Dunga comandou a seleção brasileira olímpica e, no dia 19 de agosto de 2008, perdeu por 3 a 0 para os rivais na semifinal. Agüero (duas vezes) e Riquelme, de pênalti, marcaram os gols. Os brasileiros terminaram disputa com o bronze.

CAMPEÃO DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES 2009

A redenção de Dunga veio no dia 26 de junho de 2009 com o título da Copa das Confederações. A Seleção suou, mas venceu os Estados Unidos, por 3 a 2, na final da edição da competição realizada na África do Sul. Luís Fabiano (duas vezes) e Lúcio balançaram as redes para o Brasil, enquanto Dempsey e Donovan descontaram para os americanos.Um dos grandes destaques na Copa das Confederações foi a vitória maiúscula sobre a Itália, por 3 a 0, ainda na primeira fase.

 VITÓRIA SOBRE A ARGENTINA NAS ELIMINATÓRIAS EM 2009

Com direito a aplausos dos torcedores hermanos e gritos de “olé” dos brasucas, o Brasil carimbou o passaporte para a Copa do Mundo de 2010 no dia 9 de setembro de 2009. Em Rosário, a Seleção Brasileira não se intimidou com a Argentina, na época comandada por Diego Maradona, e saiu vitoriosa por 3 a 1. Luís Fabiano (novamente duas vezes) e Luizão marcaram os gols brasucas, enquanto a Albiceleste descontou com Dátolo.

CONVOCAÇÃO PARA A COPA DO MUNDO 2010

No dia 11 de maio de 2010, Dunga definiu a lista dos 23 convocados para a Copa do Mundo 2010. Sem muitas surpresas, o comandante não cedeu à pressão de parte da torcida e deixou os jovens talentos do Santos, Neymar e Paulo Henrique Ganso, fora dos convocados. Ronaldinho, presente em 2002 e 2006, e Adriano, que não atravessava boa fase no Flamengo, também ficaram fora. Para o lugar do Imperador, foi chamado o atacante Grafite, do Wolfsburg, que só havia atuado duas vezes com a Seleção.

ELIMINAÇÃO DA COPA DO MUNDO 2010

O fim da primeira passagem de Dunga no comando da Seleção veio com a eliminação para a Holanda, nas quartas de final da Copa do Mundo 2010. A seleção começou bem, marcou com Robinho logo no início, criou lances bonitos e foi pouco ameaçada. Mas, a partida após o intervalo foi outra. O Brasil falhou na defesa, seu setor mais elogiado, ficou acuado, quase não chegou ao ataque e demonstrou instabilidade emocional. A Laranja Mecânica interrompeu o sonho do hexa com o fatídico gol contra de Felipe Melo e Sneijder: 2 a 1.No dia 4 de julho de 2010, apenas dois dias depois da eliminação, Dunga foi destituído do cargo.

Fonte: globo esporte

Comentários
Carregando