Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Empresário é assassinado na frente dos filhos e da sogra em BH

Homem estava em um carro com duas crianças, de um e seis anos, e com a sogra no momento em que foi baleado

0

Um empresário de 42 anos foi morto a tiros na frente da sogra e dos dois filhos, de um e seis anos, na noite desta quinta-feira no Bairro Carlos Prates, Noroeste de Belo Horizonte.

A vítima estava em um carro e se preparava para entrar na garagem do imóvel onde morava no momento em que foi atingido.
De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta de 19h:30. André de Oliveira Cordoval chegava de carro ao prédio onde morava, no cruzamento das Ruas Corumbá e Porto Alegre. A sogra do homem, que também estava no carro com os filhos do homem, de um e seis anos, disse aos militares que uma Fiorino branca estava parada em frente ao endereço de André, aguardando a chegada da família.
Conforme relato da idosa à PM, um homem desceu do veículo atirando contra o carro de André Cordoval. A mulher informou aos policiais que, durante o ataque, escondeu os filhos do empresário no chão do carro e se deitou sobre eles para protegê-los dos disparos.
Ainda segundo a mulher, o atirador circulou o veículo e seguiu atirando na direção de André. Por sorte, as crianças e a idosa não foram atingidas pelas munições. O empresário, no entanto, acabou baleado três vezes na cabeça. Um policial militar que estava à paisana na rua no momento do crime acionou viaturas e realizou os primeiros socorros à família.

A área foi isolada durante os trabalhos de perícia e o corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML).

Suspeitas

O irmão de André Cordoval disse que o crime teria sido motivado por uma desavença com um ex-sócio da vítima. Segundo informado aos militares, André tinha parte em uma sociedade em uma casa lotérica em Sete Lagoas, na Região Central de Minas Gerais, e desfez o negócio ao desconfiar de má-fé por parte do sócio.
O homem, após o rompimento da sociedade, começou a ameaçar André Cordoval e, em uma das ameaças, em março deste ano, chegou a ir na casa da mãe da vítima e dito que mataria o empresário. Na época, um boletim de ocorrência foi registrado.
Apesar da suspeita da família, a Polícia Militar informou que não há informações sobre os atiradores. A ocorrência foi entregue à Polícia Civil que dará início às investigações.
Fonte: em.com

 

 

 

Comentários
Carregando