fbpx
Empresas aéreas devem listar viagens de ´´laranja“ que repassou dinheiro a PT

Motorista Jonathan Gomes disse que fez entregas de dinheiro vivo a integrantes do partido.

O ministro Herman Benjamin, relator do processo que pode levar à cassação da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou nesta quarta-feira que as empresas aéreas Gol e TAM informem se o motorista Jonathan Gomes Bastos viajou com bilhetes das companhias em 2014.

Ele confessou ser o “laranja” de Carlos Cortegoso, dono da Focal Comunicação, uma das maiores fornecedoras da campanha de Dilma Rousseff em 2014. Em depoimento a Benjamin no dia 20 de fevereiro em São Paulo, Jonathan afirmou que fez entregas de dinheiro vivo, por ordem de Cortegoso, a integrantes do PT e declarou que os repasses podem ter relação com a última campanha eleitoral.

As informações das companhias aéreas serão anexadas à ação de investigação judicial eleitoral em que Dilma Rousseff e Michel Temer são acusados de abuso de poder político e econômico. O processo é crucial para a definição do futuro de Temer, que pode ser cassado pelo TSE. A defesa do presidente havia alegado ao ministro, sem sucesso, que a possibilidade de essas entregas terem ocorrido fora da época de eleições afastaria a alegação de ilícito eleitoral.

Fonte: veja.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta