Enfermeira é agredida por companheiro ex-PM e aguarda três dias por ajuda

A enfermeira Alessandra Damasceno dos Santos, 34 anos, foi agredida na noite do ano novo em sua casa na Cidade Líder, zona leste de SP, e segundo o boletim de ocorrência, ficou ao menos três dias desacordada, esperando por socorro.

Ela foi encontrada por vizinhos, com os dentes quebrados e com a face desfigurada. A Polícia suspeita que Alessandra foi agredida pelo companheiro, um ex-policial militar que está foragido.

No quarto do casal foram encontrados objetos jogados no chão, marcas de sangue e urina.

Segundo a doméstica Silvia Bertoni, que mora no mesmo quintal, o casal estava brigando muito no fim da noite de 30 de dezembro, mas como ela viajou para passar o ano novo na praia, na mesma noite, não suspeitou de nada.

Ao retornarem do litoral na terça-feira (2), ela afirma que durante a noite, a filha dela, que dorme em um quarto que faz divisa com o quarto da vítima, disse que estava ouvindo gemidos. Silvia não deu atenção, achando que poderia ser o barulho de gatos.

No dia seguinte, ao chegar do trabalho, notou que a porta da casa de Alessandra estava aberta, chamou por ela e, como não houve resposta, decidiu entrar e encontrou tudo revirado. Foi quando notou que no andar de cima da casa, havia alguém e resolveu chamar a PM.

 

No local os policias militares, segundo o boletim de ocorrência, encontraram a vítima no quarto, ensanguentada e com lesões graves na face. Ela foi socorrida e está internada na UTI do Hospital Santa Marcelina, em Itaquera.

O caso foi registrado no 24º DP da Ponte Rasa como feminicídio e será investigado pelo 69º DP de Artur Alvim.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário