fbpx
Escolas do Nordeste têm as melhores notas na redação do Enem 2015

Dentre as 10 instituições com mais

As notas por escola do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015, divulgadas nesta terça-feira, revelam a força do Nordeste na redação, a única prova discursiva da avaliação. Dentre as dez escolas com as maiores notas nesse teste, seis são daquela região: quatro de Teresina, no Piauí, e duas de Fortaleza, no Ceará. Do Rio, o Colégio Cruzeiro aparece entre as dez melhores, com a unidade do Centro em sétimo lugar e a de Jacarepaguá na décima colocação.

CONSULTE AQUI A NOTA DA SUA ESCOLA

Em primeiro lugar, com média impressionante de 920 pontos de 1000 possíveis, ficou o Instituto Educacional São José (unidade Mocambinho), de Teresina, seguida por outra escola da capital do Piauí, o Instituto Dom Barreto, com 897,4 pontos. Em terceiro e quarto, aparecem, respectivamente, o Colégio Antares Pré-Vestibular, de Fortaleza, com 887,3 pontos, e o Educandário Santa Maria Goretti, mais uma escola de Teresina nesse ranking, com 870,2 pontos.

A unidade Centro do Colégio Cruzeiro, no Rio, ficou em sétimo com 860,4 pontos, e a unidade Jacarepaguá ficou com a décima melhor nota, com 859,7 pontos. As escolas de São Paulo, que aparecem bem colocadas no ranking que leva em conta apenas as quatro provas objetivas do Enem, não figuram sequer entre as 30 primeiras na lista que considera somente a redação.

A nota média da prova de redação no ano passado foi 543, bem acima da média de 2014, que ficou em 491 pontos. A professora de língua portuguesa e redação Carolina Pavanelli, do Colégio e Curso Pensi, atribuiu o aumento da média diretamente ao tema proposto pela prova. Em 2014, os estudantes tiveram que escrever sobre “Publicidade infantil em questão no Brasil”. Já em 2015, o tópico sugerido pelo exame foi “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”.

 

Carolina ressaltou que o desempenho individual de cada escola tem mais a ver com a dinâmica adotada pela instituição a longo prazo do que o tema da prova a cada ano.

A melhor média na redação do Enem 2015 foi do Instituto Educacional São José, unidade Mocambinho, em Teresina. Com 17 alunos participando da prova, a escola obteve 920 pontos de 1.000 possíveis. Kerena Campelo, coordenadora de redação, ficou emocinada com o desempenho de seus alunos. Ela atribui o sucesso à importância dada a escrita desde o ensino fundamental.

A escola também oferece atendimento individualizado durantes oficinas. Segundo Kerena, os monitores corrigem a redação junto com o aluno, analisando as competências que foram cumpridas. Depois, as dificuldades que apareceram individualmente são passadas para o professor que desenvolve a aula coletiva em função desse feedback.

O Instituto Dom Barreto, também em Teresina, ficou em segundo lugar na média de redação, com 897,4 pontos, além de ter alcançado a sétima posição no ranking geral, considerando a média das provas objetivas. A escola repete a fórmula de apostar no trabalho desenvolvido a longo prazo para conseguir resultados positivos, além de dar atenção personalizada para os alunos.

Para fechar o pódio de melhores notas na redação do Enem, o terceiro lugar ficou com o Antares Colégio e Pré-vestibular, de Fortaleza, que obteve 887,3 pontos. Segundo Volnei Sacardo, coordenador do ensino médio, a instituição não tem foco diferenciado em redação para o ensino médio e contempla a escrita em todas as disciplinas. Assim como as outras duas escolas, o Antares também adota a técnica de reescrita e disponibiliza atendimento individualizado.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta