fbpx
Estudo aponta que usar celular pré-pago pode sair até 130% mais caro

Você acha que está fazendo uma boa escolha ao usar uma conta pré-paga de celular? É melhor pensar novamente. Segundo o G1, um estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) concluiu que esse tipo de plano pode acabar saindo até 130% mais caro do que no caso dos pós-pagos com relação ao custo do minuto das chamadas.

A pesquisa avaliou os planos mais baratos pré-pagos e pós-pagos das quatro principais operadoras brasileiras. No caso da Oi, que possui a menor diferença entre os preços, o minuto cobrado sai em torno de 35% mais caro para quem usa créditos. Para a TIM, ter uma conta pós-paga sai 55,8% mais barato, enquanto a Vivomostrou uma diferença de 58% no mesmo caso. Já a Claro é quem ficou com a maior distância – os supracitados 130%.

É importante notar que a diferença, de fato, é ainda maior se levarmos em conta outros fatores. “Na verdade, o valor [do minuto pós-pago] seria ainda menor, porque dentro desses pacotes têm ligações ilimitadas dentro da rede, SMS para a mesma operadora”, explicou a advogada do Idec Veridiana Alimonti.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta