Ex-agentes penitenciários acusados de receberem dinheiro para permitir passeio de detento são presos

Todos foram exonerados do cargo em novembro do ano passado.

Quatro ex-agentes penitenciários investigados pela 34ª DP (Bangu) por terem recebido dinheiro para permitir que o preso Waldemar Ferreira Bastos Neto deixasse a Penitenciária Bandeira Stampa, no Complexo de Gericinó, em fevereiro de 2016, foram presos na última sexta-feira.

Carlos Alberto Calixto, Flávio Gomes Borges, Heloísa Elmira da Silva e Márcio Silva de Aquino tiveram a prisão preventiva decretada pela juíza Luciana Mocco Moreira Lima, da 2ª Vara Criminal da Bangu. Todos foram exonerados do cargo em novembro do ano passado.

Em depoimento à corregedoria da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), Waldemar revelou que pagou R$ 5 mil para poder sair da unidade prisional. O preso relatou ainda que foi levados pelos agentes no Norte Shopping, no Cachambi, onde comprou um tênis, e depois visitou sua mãe em Ramos.

Na ocasião, Waldemar acabou fugindo. À polícia, os inspetores relataram que o preso havia escapado de dentro da viatura do Serviço de Operações Especiais (SOE) após um dos agentes ter dormido. Ele foi retirado do Complexo de Gericinó sobo pretexto de que precisava de atendimento médico. O preso acabou recapturado duas semanas depois, na Ilha do Governador.

Em seu depoimento à corregedoria da Seap, Waldemar disse que aquela não era a primeira vez que ele pagava para deixar a unidade prisional onde estava. Ele é acusado ainda de ter sido o mandante da morte de uma mulher em novembro de 2015, na Penha. O executor, de acordo com investigação da Polícia Civil, era o companheiro de cela de Waldemar na Penitenciária Bandeira Stampa.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Seap, Flávio Gomes Borges está na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica. Já Carlos Alberto Calixto está na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, Marcio da Silva Aquino na Penitenciária Bandeira Stampa e Heloísa Elmira da Silva na Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, todas localizadas no Complexo de Gericinó, em Bangu.

Fonte: extra.globo

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta