Ex-assessor de Trump é formalmente acusado de mentir ao FBI

O ex-conselheiro de Donald Trump para segurança nacional, Michael Flynn, deve se declarar culpado de mentir para o FBI em audiência nesta sexta-feira (1º), dizem as agências de notícias Reuters e Associated Press.

Segundo documentos divulgados pelo tribunal que cuida do caso em Washington, Flynn, que trabalhou com o presidente dos EUA por apenas 24 dias, é indiciado por ter feito afirmações falsas “propositalmente” ao órgão federal no último dia 24 de janeiro.

Os procuradores dizem que Flynn afirmou ao FBI, falsamente, que não havia conversado sobre sanções com o embaixador russo dos EUA à época, Sergei Kislyak.

Flynn é uma das principais autoridades questionadas pelo conselheiro especial Robert Mueller, responsável por investigar as ligações entre a campanha de Trump à Presidência e agentes russos.

Fonte: g1

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário