Ex-diretor do Cefet do Pará e mais 11 são condenados por desvio

O ex-diretor do Centro Federal de Educação Tecnológica do Pará (Cefet), atual Instituto Federal do Pará (IFPA), Sérgio Cabeça Braz; o auditor do Tribunal de Contas do Município do Pará (TCM) Luiz Fernando Gonçalves Costa e mais dez pessoas foram condenados pela Justiça Federal no Pará por desvio e malversação de recursos públicos oriundos de convênios e contratos firmados pela instituição de ensino com prefeituras, com a Companhia Vale do Rio Doce e com o Instituto de Previdência e Assistência do estado (Ipasep).

Além da perda dos cargos e a suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos, os réus terão que pagar multa que variam entre R$ 15 mil e R$ 4 milhões. “Conforme se extrai da petição inicial, os atos de improbidade imputados aos réus se referem, em grande medida, ao desvio de recursos públicos decorrentes de convênios firmados entre prefeituras e empresas particulares, de um lado, e Cefet/PA, de outro, que não eram cadastrados nas contas do Siafi [Sistema Integrado de Administração Financeira]”, disse o juiz federal da 5ª Vara de Justiça Federal no estado Jorge Ferraz de Oliveira Junior em sua sentença.

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta