Ex-policial de 28 anos é preso com 58 quilos de maconha, além de R$ 150 mil em notas

Além de reais, dólares e euros, polícia encontrou duas pistolas com carregadores estendidos

O início da madrugada deste domingo (10) foi de prejuízo para o tráfico de drogas de um ex-policial de 28 anos que dirigia pelo bairro Bigorrilho, em Curitiba, capital do Paraná. Ele foi parado em uma blitz, ficou nervoso e não conseguiu esconder que os R$ 3,5 mil, em dinheiro, que estavam no porta-luvas eram do tráfico. Além de 400 gramas que o ex-policial levava dentro do carro, foram encontrados 58 quilos de maconha na casa dele, no Jardim das Américas.

A blitz aconteceu na Alameda Doutor Carlos de Carvalho e teve a participação de policiais do Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran), assim como do 12º BPM. O ex-policial estava com um veículo Cobalt e parou às margens da rua, após ordem de abordagem. Policiais fizeram uma rápida checagem e encontraram o dinheiro.

O tenente Kendi do 12º BPM disse à Banda B que o nervosismo do ex-policial foi determinante. “O dinheiro era alto, notas de R$ 50, achamos estranho, mas vimos que tinha algo errado porque ele ficou bastante nervoso. Achamos a droga, perguntamos a procedência e acabou nos revelando que tinha mais drogas na casa dele”, descreveu.

Com 400 gramas de maconha, policiais foram até a casa do ex-policial para checar maior quantidade. Lá, a polícia encontrou 58 quilos de maconha, além de R$ 150 mil em notas – R$ 143 mil (reais),  € 320 (euros) e US$ 2 mil (dólares).

Além da droga, havia duas pistolas Glock e Taurus, com carregadores estendidos. O ex-policial foi encaminhado para a Central de Flagrante, onde será autuado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta