Ex-policial suspeito de ajudar matar 9 pessoas no MT se entrega à polícia de RO

O ex-policial militar Moisés Ferreira de Souza, suspeito de ajudar a matar 9 pessoas em Taquaruçu do Norte, distrito de Colniza (MT), se entregou à Polícia Civil de Ariquemes e permanece preso no estado de Rondônia. O massacre ocorreu no dia 19 de abril, quando um grupo encapuzado invadiu a área e assassinou adultos, idosos e crianças.

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MP-MT), que acompanha o caso, informou nesta segunda-feira (12) que Moisés está preso em Rondônia, após o advogado do suspeito negociar a entrega do cliente às autoridades.

De acordo com a nota divulgada pelo MP, o homem, que era conhecido como “Moisés da COE”, se entregou na cidade de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, no final do mês de maio. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (12).

Moisés foi um dos cinco denunciados pelo MP e era considerado foragido até então por ter participado das mortes no assentamento.

Ainda segundo o MP-MT, Valdelir João de Souza, apontado como mandante e Ronaldo Dalmoneck, acusado de ser um dos executores, continuam sendo procurados pela polícia.

Na denúncia consta que eles foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, mediante pagamento, tortura e emboscada.

No dia19 de abril, dia da chacina, quatro pistoleiros, entre eles Moisés, foram até a Linha 15 com armas de fogo e arma branca e executaram nove pessoas.

A denúncia diz que os executores percorreram cerca de nove quilômetros da linha, matando com requintes de crueldade todos quem encontravam pelo caminho.

De acordo com o MP, o objetivo dos crimes seria a extração de recursos naturais na localidade. A ideia do mandante era assustar os moradores da área, expulsá-los e posteriormente ocupar as terras.

O G1 entrou em contato com a Polícia Civil em Colniza (MT) e de Ariquemes (RO) mas não obteve a confirmação do local onde Moisés Ferreira está preso. De acordo com a Polícia Civil de MT, Moisés Ferreira de Souza aguarda uma decisão judicial sobre sua transferência.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário