fbpx
Ex-presidente peruano recebeu US$ 20 milhões da Odebrecht pela Interoceânica

O jornal afirmou que “o dinheiro foi direcionado a companhias offshore manuseadas pelo amigo do ex-presidente Toledo, Joseff Maiman Rapaport”

O ex-presidente do Peru Alejandro Toledo recebeu US$ 20 milhões da empresa Odebrecht por supostos subornos para a construção da estrada Interoceânica, afirmou nesta sexta-feira (3) o jornal “La República” em sua página na internet.

De acordo com a versão do jornal, que cita informações das promotorias do Peru e do Brasil, os pagamentos a Toledo começaram em 2005, quando se aproximava do fim de seu governo (2001-2006), e continuaram até meados de 2008, em plena gestão de seu sucessor, Alan García (2006-2011).

O “La República” acrescentou que esta informação foi dada por um colaborador eficaz com dados bancários do Panamá, da Costa Rica e do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. O jornal afirmou que “o dinheiro foi direcionado a companhias offshore manuseadas pelo amigo do ex-presidente Toledo, Joseff Maiman Rapaport”.

Banida de novas licitações

Em dezembro, o Peru mudou a lei de licitações no país para excluir a Odebrecht e outras empresas ligadas à corrupção de obras públicas. Além disso, o Ministério da Justiça anunciou a criação de um grupo especial para analisar as denúncias de subornos contra a empreiteira no Peru entre 2005 e 2014.

A Odebrecht participou de cerca de 40 projetos no período investigado (2005-2014), envolvendo mais de US$ 12 bilhões em gastos públicos.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta