Excesso de diárias afasta presidente da Câmara de Machadinho

Afastamento em Machadinho D’Oeste foi determinado por liminar. Reginaldo Marques (PTB) alega inocência e diz que vai recorrer da decisão

O presidente da Câmara de Vereadores de Machadinho D’Oeste (RO), Reginaldo Marques Silva (PTB), foi afastado do cargo, por improbidade administrativa, devido ao suposto excesso e desvio de verbas na concessão de diárias. O afastamento foi determinado por liminar, concedida na Justiça ao Ministério Público de Rondônia (MP-RO), que entrou com uma ação civil pública contra o parlamentar. Reginaldo, que continua exercendo cargo de vereador, diz que não houve gasto excessivo e informou que irá recorrer da decisão.

Leia também:

COLUNA – VEREADORES PROMOVEM “FARRA DE DIÁRIAS” EM TODO O ESTADO

EM 8 MESES CÂMARA DE GUAJARÁ GASTOU R$ 119 MIL EM DIÁRIAS; VEREADORES RECEBERAM R$ 85 MIL

COLUNA – EM CACOAL, DIÁRIAS DA CÂMARA SÃO PARA MACEIÓ, RIO, FOZ DO IGUAÇU E CURITIBA

O ex-presidente alega que não houve excessos na distribuição de diárias e que vai “provar que é inocente”. Reginaldo informou também que está recorrendo da decisão na Justiça, para que possa voltar à presidência. O vereador Valdeci Furtado (PT), que era vice, agora assumiu o cargo de presidente da Câmara de Machadinho.

Além do afastamento do cargo de presidente, a Justiça determinou a indisponibilidade de bens de Reginaldo.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário