• Homepage
  • >
  • Política
  • >
  • EXCLUSIVO: Vídeo comprova que Odebrecht manipulava sindicatos em RO

EXCLUSIVO: Vídeo comprova que Odebrecht manipulava sindicatos em RO

Em delação premiada, executivo da Odebrecht afirmou que a empresa pagava propina a sindicalistas durante as obras das usinas do Madeira; confira vídeo exclusivo

Brasília – Em 2011 PAINEL POLÍTICO divulgou com exclusividade um vídeo que mostrava uma reunião ocorrida no hotel Vila Rica, em Porto Velho entre executivos das empresas que construíam as usinas do Madeira (Jirau e Santo Antônio) e sindicalistas. Nas imagens, feitas por um ex-assessor do Sticcero, aparecem o presidente da CUT Itamar Ferreira, além do gerente administrativo e financeiro da Odebrecht, do consórcio construtor Antônio Cardilli.

A reunião havia sido marcada em função de uma disputa entre sindicatos locais e a chegada de um novo, vindo do Pará, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada (Sintrapav), regido pela Federação Nacional dos Trabalhadores na Construção Pesada (Fenatracoop), que em vários Estados do País é filiada à Força.

LEIA TAMBÉM:

Odebrecht pagava propina a Cassol, Valter Araújo, Roberto Sobrinho e a CUT, diz delator

Coluna – Ex-presidente da ALE/RO recebeu mais de U$ 5 milhões das usinas para aprovar isenção fiscal

Durante a conversa, eles decidem antecipar as negociações de reajuste salarial da categoria e iniciar as demissões de pessoas envolvidas no conflito. A conversa é cheia de meandros. Primeiro, os sindicalistas afirmam que o consórcio precisa fazer vistorias diárias nos trabalhadores para verificar se não há armas, drogas e bebidas. Em seguida, sugerem o reforço da segurança interna da empresa, que estaria muito fraca.

Suspeitas. Um deles alerta sobre a presença de integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e de gente da Fenatracoop e do Sintrapav, que estariam por trás da confusão entre os trabalhadores. E completam que era o pessoal da chapa adversária que trabalhava no canteiro de obras na noite em que o conflito teve início. Na reunião, eles praticamente acertam tudo e dizem que vão na obra, naquele momento, conversar com os trabalhadores.

Saiba quem é José Bonifácio, delatado por executivo da Odebrecht que pagava propina em RO

Cardilli diz que fará as demissões em partes: “Dez hoje, dez amanhã, até terminar”. Ele só ressalta que as demissões vão atingir apenas os alojados e que o pessoal da cidade será preservado. O resultado disso foi a demissão de mais de 70 pessoas.

O vídeo havia sido publicado em 2011, e na época não teve grande repercussão em função da atuação política que abafava qualquer tipo de problema ou denúncia relacionada às usinas. Passados seis anos, o executivo da Odebrecht Henrique Valadares, preso na Operação Lava Jato, em delação premiada confirmou que sindicalistas recebiam propina para manter as “coisas em ordem” nos canteiros. Confira abaixo o vídeo:


Sindicalistas reunidos com executivos das usinas por painelpolitico

Lista de propineiros

PAINEL POLÍTICO divulgou com exclusividade essa semana a lista de políticos e sindicalistas que foram acusados de receber propina das usinas do Madeira. Entre os acusados estão os senadores Valdir Raupp (PMDB) identificado como “Alemão” e o senador Ivo Cassol (PP) que aparece como Dallas, Maçaranduba e Nova York. Um assessor de Cassol, que na época era governador também, foi identificado pelo delator como “Anjo”. Na relação também aparecem sindicalistas (Companheiro, Graveto e Barbudos), além do ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho (PT), com a alcunha de “Ariquemes”.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet